Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Obama condena ação terrorista e oferece ajuda à Argélia

"A culpa da tragédia recai sobre os terroristas que a perpetraram", afirmou presidente americano em comunicado divulgado pela Casa Branca

Por Da Redação 19 jan 2013, 21h32

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou neste sábado o ataque terrorista contra a central de gás em In Amenas e ofereceu ajuda às autoridades argelinas para superar e esclarecer a situação. No sequestro de funcionários da empresa, 23 reféns e 32 terroristas acabaram mortos.

Leia também:

Leia também: Argélia: reféns relatam cenas de terror em instalação de gás

Em comunicado divulgado pela Casa Branca, o presidente americano afirma que “a culpa da tragédia recai sobre os terroristas que a perpetraram, e os Estados Unidos condenam suas ações nos termos mais firmes”. “Estivemos em contato constante com as autoridades argelinas e estamos prontos para proporcionar-lhes a assistência de que necessitem após este ataque”, afirmou o presidente. “Continuaremos trabalhando estreitamente com todos os nossos parceiros para combater o ataque do terrorismo na região que tirou muitas vidas inocentes”, afirma no comunicado.

Segundo Obama, o ataque terrorista de In Amenas é “outra lembrança da ameaça de Al Qaeda e outros grupos extremistas violentos no norte da África”.

“Nos próximos dias vamos continuar em estreito contato com o governo da Argélia para conhecer melhor o sucedido, de modo que possamos juntos evitar que se repitam tragédias como esta”, conclui a declaração do presidente americano.

(Com EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade