Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Modi diz a Putin que morte de crianças inocentes é ‘aterrorizante’

Fala do premiê indiano acontece um dia depois de um hospital infantil em Kiev ser atingido por míssil russo, matando pelo menos 41 pessoas

Por Da Redação
9 jul 2024, 11h58

Em sua primeira visita à Rússia desde o início da guerra na Ucrânia, o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, disse ao presidente russo, Vladimir Putin, nesta terça-feira, 9, que a morte de crianças inocentes no ataque a um hospital infantil em Kiev foi dolorosa e “aterrorizante”. 

O comentário do líder indiano acontece um dia depois de um hospital pediátrico ser atingido por mísseis russos, que mataram pelo menos 41 pessoas em toda a Ucrânia, incluindo crianças.

As autoridades ucranianas afirmam ter recuperado fragmentos de um míssil de cruzeiro russo Kh-101 no hospital. No entanto, o Kremlin disse que foram foguetes ucranianos antimísseis, e não projéteis da Rússia, que atingiram o centro médico.

“Seja guerra, conflito ou ataque terrorista, qualquer pessoa que acredita na humanidade fica magoada quando há perda de vidas”, disse Modi. “Mas mesmo nisso, quando crianças inocentes são mortas, o coração sangra e essa dor é muito aterrorizante.”

Continua após a publicidade

Relação Rússia-Índia

Os laços econômicos e diplomáticos entre Rússia e Índia permaneceram estreitas mesmo após o início da guerra na Ucrânia. O relacionamento é importante para Moscou, que tenta demonstrar que ainda possui aliados apesar do isolamento por nações ocidentais.

Apesar da Índia não ter condenado abertamente a invasão da Rússia ao território ucraniano, Modi afirmou que “a paz é necessária para nossas gerações futuras”. 

“Soluções não são possíveis no campo de batalha. Em meio a armas, balas e bombas, as negociações de paz não podem ser bem-sucedidas. Temos que encontrar o caminho para a paz somente por meio de negociações”, disse o premiê indiano. 

Continua após a publicidade

Putin respondeu agradecendo os esforços da Índia pelo fim da guerra na Ucrânia. “Agradeço a atenção que vocês estão dando aos problemas mais agudos, incluindo a tentativa de encontrar maneiras de resolver a crise ucraniana, acima de tudo por meios pacíficos, é claro”, disse Putin.

O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, criticou o encontro entre Modi e Putin nesta segunda-feira 8, afirmando que foi uma “enorme decepção e um golpe devastador para os esforços de paz ver o líder da maior democracia do mundo abraçar o criminoso mais sangrento do mundo em Moscou”.

Os Estados Unidos também demonstraram preocupação em relação aos laços entre Nova Délhi e Moscou. “Deixamos bem claro diretamente com a Índia nossas preocupações sobre seu relacionamento com a Rússia”, disse o porta-voz do Departamento de Estado americano, Matthew Miller, na segunda-feira.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.