Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ministros peruanos apresentam renúncia coletiva

Presidente Humala deverá nomear nova equipe ministerial nesta segunda-feira

O gabinete ministerial do Peru apresentou nesta segunda-feira a renúncia coletiva ao presidente Ollanta Humala. A colocação do cargo à disposição dos ministros veio depois de uma reunião com o primeiro-ministro Oscar Valdés, que também apresentou sua demissão. A renúncia de Valdés era especulada desde a semana passada.

O presidente do Congresso, Daniel Abugattás, havia declarado que a recomposição ministerial aconteceria antes de 28 de julho, para que o presidente pudesse iniciar uma nova etapa política. Nesta data é comemorada a independência do Peru e, tradicionalmente, o presidente faz um pronunciamento à nação. Segundo o jornal El Comercio, caso Humala não realizasse as mudanças, ele apresentaria a mensagem com um gabinete ministerial desgastado.

Segundo o ministro da Saúde, Alberto Tejada, “o presidente decidirá quem continuará no gabinete”. Ele evitou comentar sobre quem ocupará o cargo deixado por Valdés, que foi o segundo a ocupar o cargo de primeiro-ministro no governo de Humala, que fica no poder até 2016. Segundo a imprensa peruana, o nome mais forte para assumir a função é o ministro da Justiça, Juan Jiménez Mayor.

O novo gabinete ministerial deve prestar juramento nesta segunda-feira às 18 horas (20 horas em Brasília) no palácio de governo, disse Tejada. “Estamos satisfeitos, conformados, há uma sensação de tranquilidade, temos trabalhado com paixão e entrega”, acrescentou.

(Com agência France-Presse)