Clique e assine a partir de 9,90/mês

Kadhafi continua foragido e um de seus filhos está sob custódia no Níger

Por Por Mohamed Hasni - 14 set 2011, 12h18

A Otan admitiu nesta quarta-feira não saber onde se encontra o coronel Kadhafi, mas um de seus filhos, Saadi, continua sob custódia em Niamey, capital do Níger.

Foragido desde a queda de seu quartel-general em Trípoli no dia 23 de agosto, Kadhafi – que dirigiu a Líbia com mãos de ferro por mais de 40 anos – mantém-se no combate e convocou seus partidários a lutar “até a vitória” em uma mensagem lida na segunda-feira, na televisão síria.

“Não podemos duvidar de que Kadhafi continua vivo e tem dinheiro e ouro para corromper pessoas”, advertiu recentemente o presidente do Conselho Nacional de Transição (CNT), Mustafá Abdul Jalil.

A Otan não tem informações sobre o paradeiro do antigo líder líbio, que recebeu uma ordem de prisão internacional emitida pelo Tribunal Penal Internacional e um alerta vermelho por parte da Interpol.

Continua após a publicidade

O alerta vermelho da Interpol é utilizado para solicitar a prisão preventiva com objetivo de extraditar a pessoa procurada, e contém uma ordem de prisão e uma resolução judicial.

“Não sabemos realmente se ele abandonou o país”, disse o coronel Roland Lavoie em uma coletiva de imprensa semanal da Otan sobre a situação da Líbia.

Tampouco se sabe onde está Saif Al-Islam, o filho de Kadhafi mais conhecido. Quanto aos outros filhos, Hannibal e Mohamed se refugiaram na Argélia com sua irmã Aisha e a esposa do ex-presidente, Safiya. Saif Al-Arab e Jamis estariam mortos.

Segundo uma fonte governamental, Saadi Kadhafi, que chegou ao Níger no domingo, viajou na terça-feira para Niamey, onde permanece sob custódia das forças de segurança do país.

Continua após a publicidade

Saadi, de 38 anos, ex-capitão da equipe nacional de futebol, tentou jogar no campeonato italiano antes de comandar uma unidade de elite do exército líbio.

Ele viajou a bordo de um avião C-130 do exército do Níger que partiu de Agadez, onde um impressionante esquema de segurança foi implementado, segundo fontes locais. Durante sua curta estadia em Agadez se alojou na residência do governador, segundo as mesmas fontes.

Os Estados Unidos sugeriu uma detenção domiciliar em uma residência oficial de Estado, mas Niamey refutou a detenção e prefere fazer uma vigilância as 32 pessoas próximas à Kadhafi que foram recebidas pelo país por razões Humanitárias.

O Níger, que reconheceu a autoridade do CNT, prometeu respeitar seus compromissos com a justiça internacional, e manterá em seu poder os procurados.

Continua após a publicidade

No terreno militar, as grandes ofensivas anunciadas não aconteceram até agora contra os redutos pró-Kadhafi de Bani Walid, Sirte e Sebha, que demonstraram a capacidade para resistir e contra-atacar.

Em Bani Walid, os comandantes hesitam em lançar suas tropas contra este grande oásis que inclui 52 localidades e 100.000 habitantes, a maioria deles armados.

A batalha de Sirte não aconteceu ainda porque os combatentes pró-CNT, que se reuniram na região costeira, ainda estão a dezenas de km de distância.

Os aviões da Otan continuaram com os bombardeios na terça-feira, principalmente em Sirte e Wadan, no oásis de Jofra, segundo comunicado diário da Aliança.

Continua após a publicidade

No plano político, o subsecretário de Estado americano para o Oriente Médio, Jeffrey Feltman, chegou a Trípoli, onde ser reúne com o presidente do CNT.

Publicidade