Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Farc e Colômbia fazem reunião preparatória para diálogo

Encontro em Havana definirá temas a serem debatidos a partir do dia 15

Por Da Redação 7 nov 2012, 15h02

Representantes do governo colombiano e das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) realizam uma reunião técnica em Cuba para definir os pontos a serem discutidos no diálogo formal que terá início no próximo dia 15, em busca de um acordo paz.

Segundo a imprensa colombiana, o principal objetivo da reunião, iniciada ontem e que prossegue nesta quarta, é determinar aspectos práticos, como a duração das sessões e quem serão os porta-vozes do processo. A agência France-Presse informou que a reunião não contará com representantes dos dois governos fiadores do diálogo, Noruega e Cuba, nem dos países que acompanham as negociações na condição de observadores, Venezuela e Chile.

Ontem, as Farc divulgaram um comunicado intitulado “Reflexões sobre a agenda de Havana IV”, no qual pedem uma maior participação pública no diálogo.

Ricardo Setti:

O enorme desprezo do dirigente das Farc pelo sofrimento causado pelos terroristas

A bela “guerrilheira” holandesa que participará das negociações de paz

A holandesa Tanja Nijmeijer, conhecida como Alexandra, chegou na tarde de ontem a Havana. Há dez anos ela integra o grupo terrorista.

Continua após a publicidade

Desmobilização – O ministro de Defesa da Colômbia, Juan Carlos Pinzón, disse ontem que em 2012 foram desmobilizados cerca de 1.000 guerrilheiros, “incluindo líderes das Farc” que estavam na organização há 20 anos.

Pizón, que participou da 81ª Assembleia Mundial da Interpol em Roma, assegurou que a “desmobilização é uma saída para os guerrilheiros” antes de um eventual acordo de paz. O ministro acredita que as Farc estão debilitadas e que “não são nem 50% do que foram há uma década”.

Leia também:

Interpol suspende ordens de captura a membros das Farc

Santos nega cessar-fogo proposto pelas Farc

Após seis meses de conversas secretas em Cuba, o governo da Colômbia e as Farc assinaram no final de agosto, em Havana, o “Acordo Geral para o termino do conflito e a construção de uma paz estável e duradoura”. A mesa de diálogo foi lançada oficialmente no dia 18 de outubro, em Oslo, na Noruega.

(Com Agência EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade