Clique e assine a partir de 8,90/mês

EUA: comunidade internacional deve condenar violações no Irã

Por Atta Kenare - 18 out 2011, 18h32

Os Estados Unidos reagiram nesta terça-feira ao relatório das Nações Unidas sobre violações dos direitos humanos no Irã pedindo à comunidade internacional que “reafirme sua condenação” e “exija mudanças” no país.

Os funcionários do governo iraniano “continuam perseguindo as minorias étnicas e religiosas, acossando e intimidando os defensores dos direitos humanos e praticando torturas em prisioneiros”, denunciou Mark Toner, porta-voz do departamento de Estado.

Washington acrescentou que apoia “os iranianos que querem fazer ouvir sua voz” e convoca “a comunidade internacional a aproveitar a publicação do relatório para reafirmar sua condenação” aos abusos cometidos no Irã.

Toner se referia ao comunicado difundido na segunda-feira pelo novo relator da ONU sobre a situação dos direitos humanos no Irã, Ahmed Shaheed.

As más relações entre Washington e Teerã se deterioraram ainda mais após a revelação, há alguns dias, de um complô iraniano para assassinar o embaixador da Arábia Saudita em Washington.

Continua após a publicidade
Publicidade