Clique e assine a partir de 9,90/mês

Entra em vigor quarentena obrigatória em toda Argentina

Cidadãos só podem sair de suas casas para comprar bens básicos, como alimentos e remédios; isolamento deve durar até 31 de março

Por Da Redação - 20 mar 2020, 08h48

A quarentena obrigatória decretada pela Argentina em todo o país entrou em vigor na madrugada desta sexta-feira, 20. O país tem 128 infectados e três mortos pelo novo coronavírus.

A quarentena deve durar até 31 de março. Os argentinos podem sair de suas casas para comprar bens básicos, como alimentos e remédios –que serão controlados pelas forças de segurança. Alguns trabalhadores de setores essenciais também poderão se deslocar.

A Argentina já tinha fechado suas fronteiras por um total de 15 dias e suspendeu voos vindos de países altamente atingidos pela pandemia. “É hora de compreender que estamos cuidando da saúde dos argentinos”, disse o presidente Alberto Fernández ao anunciar a quarentena na noite de quinta-feira 19.

Quem descumprir as regras poderá ser detido por “delito contra a saúde pública”. “Vamos ser absolutamente inflexíveis”, disse Fernández.

Continua após a publicidade

De acordo com a imprensa argentina, as Forças Armadas e as polícias poderão fazer o patrulhamento para certificar se as pessoas estão respeitando as restrições na circulação.

Segundo as normas da quarentena decretada pelo governo, todos os cidadãos devem ficar em casa, com exceção de trabalhadores de algumas áreas. Funcionários da alta hierarquia do governo, militares, trabalhadores da área de saúde, da indústria alimentícia e farmacêutica, assim como funcionários da indústria petroleira e de refinarias, estão entre as ressalvas.

(Com AFP e Reuters)

Publicidade