Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Trem adianta 20 segundos e empresa pede desculpas no Japão

O Tsukuba Express que deveria sair às 9:44:40 saiu às 9:44:20

Por Da redação - Atualizado em 17 nov 2017, 10h42 - Publicado em 17 nov 2017, 10h34

Os japoneses que contavam com a pontualidade do Tskuba Express, que parte da estação de Minami Nagareyama, ao norte de Tóquio, tiveram uma pequena surpresa na terça-feira. O trem que estava marcado para sair às 9:44:40 da manhã partiu 20 segundos mais cedo, às 9:44:20, o que levou a empresa a emitir um comunicado se desculpando.

“Pedimos desculpas profundas pelo grave inconveniente imposto aos nossos clientes”, disse a Metropolitan Intercity Railway Company, empresa privada que controla as ferrovias do subúrbio de Tóquio.

Segundo a empresa, o condutor não verificou adequadamente o cronograma do trem. A companhia acrescentou que a tripulação é orientada a seguir rigorosamente os horários para evitar atrasos ou adiantamentos.

Os passageiros que chegaram após a partida do trem tiveram que esperar 4 minutos pelo próximo comboio.

Publicidade

O Tsukuba Express transporta 130 milhões de passageiros por ano entre Akihabara, em Tóquio, e Tsukuba, no município de Ibaraki, uma viagem de cerca de 45 minutos.

Pontualidade

O pedido de desculpas da empresa viralizou nas redes sociais, com internautas comparando o serviço de transporte japonês com o de outros países, mas no Japão a pontualidade é assunto sério. Trens e ônibus devem ser estritamente pontuais.

Em 2005, mais de 100 pessoas morreram e outras 100 ficaram feridas quando um trem descarrilhou e atingiu um complexo de apartamentos. O trem estava em alta velocidade na hora do acidente, pois o condutor queria compensar os 90 segundos de atraso.

Na época, o sindicato dos ferroviários culpou a “cultura do medo” pelo acidente, em que funcionários são submetidos a punições humilhantes por causa de atrasos ou adiantamento dos trens.

Publicidade