Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte admite que Kim Jong-un tem problemas de saúde

Segundo fonte citada por agência sul-coreana, o ditador sofre de gota. A doença causa inflamação nas articulações e compromete os movimentos

A televisão estatal da Coreia do Norte informou que seu ‘líder supremo’, o ditador Kim Jong-un, sofre “algum tipo de problema físico”, sem especificar qual. Kim, figura onipresente nos eventos políticos e na mídia estatal, não é visto em público desde 3 de setembro, dando margem para especulações sobre seu estado de saúde. Esta seria a primeira vez que os meios de comunicação do fechado país mencionam publicamente que um de seus comandantes políticos sofre algum tipo de problema de saúde. Em julho, a própria TV estatal norte-coreana KCTV veiculou imagens em que o ditador aparecia mancando em um evento público.

Kim não apareceu durante três semanas em meios estatais e não esteve presente nesta quinta na sessão extraordinária da Assembleia Popular (o Parlamento norte-coreano), ampliando ainda mais a desconfiança internacional sobre suas condições físicas. A agência sul-coreana Yonhap citou nesta sexta uma fonte anônima “‘próxima à política norte-coreana” que afirmou que Kim sofre de gota, como resultado de seus maus hábitos alimentares e seu consumo excessivo de álcool, assim como a fatores genéticos.

Leia também

Parlamento faz sessão extraordinária em meio a especulações sobre saúde de ditador

Sumiço de Kim Jong-un desperta especulações sobre sua saúde

Coreia do Sul detém americano que queria chegar ao Norte nadando

A gota é um tipo de artrite que causa inflamação nas articulações. Em casos crônicos, sintomas de dor aguda e inflamação podem afetar mais de uma articulação do corpo, comprometendo os movimentos da pessoa. Tanto pai de Kim Jong-un, Kim Jong-il, falecido em 2011, como seu avô, Kim Il-sung, fundador do país, sofreram de gota, da mesma forma que Kim Jong-nam, irmão mais velho do atual ditador. A fonte citada pela agência norte-coreana acrescentou que Kim também pode ter diabetes e pressão arterial alta.

(Com agência EFE)