Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chanceler da UE quer um Estado palestino com Jerusalém como capital

Federica Mogherini, nova chefe da diplomacia europeia, diz que a cidade deve ser uma capital compartilhada

A nova chefe da diplomacia da União Europeia (UE), Federica Mogherini, pediu neste sábado, durante sua primeira visita a Gaza, a criação de um Estado palestino independente, acrescentando que Jerusalém pode ser a capital tanto da nova nação quanto de Israel. “É preciso um Estado palestino, este é o objetivo e esta é a posição compartilhada por toda a União Europeia”, afirmou durante a coletiva de imprensa, acrescentando que “o mundo não suportará um quarto confronto”, referindo-se às três ofensivas israelenses nos seis últimos anos.

Na sexta-feira, em Jerusalém, a chefe da diplomacia europeia havia pedido urgência na retomada das negociações de paz. Sua visita à região coincide com os confrontos entre palestinos e policiais israelenses em Jerusalém Oriental. “Jerusalém pode e deve ser a capital de dois Estados”, afirmou. Segundo Mogherini, “o desafio é mostrar que Jerusalém pode ser compartilhada em paz e com respeito”.

Leia também:

Israel: Aproximação dos EUA com o Irã é um ‘erro’

Palestino se entrega à polícia após atropelar soldados

Neste sábado, a polícia matou um árabe israelense no norte do país, desencadeando novos confrontos. Jeir Hamdan, de 22 anos, tentou impedir a prisão de um amigo em Kfar Kana ameaçando os oficiais com uma faca. As forças de segurança realizaram disparos de advertência antes de atirar diretamente contra ele, segundo uma fonte. Hamdan morreu enquanto era levado para o hospital.

Segundo a rádio militar, os comerciantes de Kfar Kana iniciaram uma greve em sinal de protesto.

(Com agência AFP)