Clique e assine com até 92% de desconto

Brincadeira é confundida com atentado na Espanha e causa pânico

Onze pessoas ficaram levemente feridas na correria. Os cinco turistas responsáveis pela encenação foram detidos

Por Da redação Atualizado em 3 ago 2016, 16h18 - Publicado em 3 ago 2016, 16h08

Cinco alemães foram detidos na Espanha após protagonizarem um flashmob que acabou em confusão generalizada na noite desta terça-feira em uma praia de Gerona, no nordeste do país. O grupo fingia ser um bando de paparazzi e admiradores perseguindo uma celebridade quando moradores e turistas entraram em pânico por confundir a brincadeira com um atentado terrorista. Onze pessoas ficaram feridas no incidente, segundo a polícia da Playa del Aro.

De acordo com as autoridades, os detidos faziam parte de um grupo de jovens que começou a gritar e correr em pleno centro de Castell-Platja d’Aro, região turística da Catalunha, por volta das 22h locais (1h da manhã desta quarta no Brasil). O local estava lotado de moradores e turistas que frequentavam bares e lojas ainda abertas.

De acordo com a rede britânica BBC, pedestres confundiram os paus de selfie dos participantes do flashmob com armas e, em pânico, começaram a correr pelas ruas, enquanto propagavam o rumor de que um tiroteio estava em curso.

LEIA MAIS:
Centenas vão a funeral de padre francês morto por jihadistas
Bélgica prende dois homens suspeitos de planejar ataque
Cannes proíbe bolsas de praia por medo de terrorismo

Tanto a polícia local de Castell-Platja d’Aro como a autônoma da Catalunha tiveram de intervir, tentando acalmar a multidão ao explicar que se tratava de um flashmob.

Continua após a publicidade

A polícia informou que, em consequência da correria, oito pessoas necessitaram de atendimento médico no local, seis por contusões leves e duas por ataques de ansiedade, enquanto outras três foram levadas a um hospital próximo, também com ferimentos leves. Os cinco alemães responsáveis pela brincadeira, de idades entre 20 e 25 anos, foram detidos acusados de um crime contra a ordem pública.

(Com EFE)

 

Continua após a publicidade
Publicidade