Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Ataques com drones na Ucrânia provocam incêndios e deixam dois mortos

Um policial perdeu a vida durante um bombardeio à cidade de Kherson, no sul do país; em Lviv, três armazéns industriais pegaram fogo e funcionário morreu

Por Da Redação
19 set 2023, 09h25

Em ataques simultâneos na manhã desta terça-feira, 19, a Rússia atingiu três armazéns industriais com drones na cidade de Lviv, no oeste da Ucrânia, e bombardeou Kherson, no sul do país. Em Lviv, as explosões provocaram um grande incêndio, matando pelo menos uma pessoa, enquanto o ataque a Kherson deixou um morto.

Segundo o ministro do Interior ucraniano, a investida das forças russas na cidade do sul também feriu dois civis em um trólebus, além de provocar a morte do agente de segurança.

“De manhã, um sargento da polícia de 49 anos foi morto por fogo de artilharia russa em Kherson”, disse Klymenko.

Em Lviv, bombeiros precisaram lutar contra um incêndio em três armazéns industriais, causado por explosões dos ataques com drones. Fotos divulgadas pelo Serviço Estatal de Emergência da Ucrânia capturaram o momento em que enormes chamas iluminam o céu acima dos armazéns,

Continua após a publicidade

O prefeito de Lviv, Andriy Sadovyi, disse que o corpo de um homem que trabalhava em um dos armazéns foi encontrado sob os escombros. De acordo com ele, os depósitos guardavam itens como janelas, produtos químicos domésticos e artigos de ajuda humanitária.

“Quero enfatizar que estes são armazéns industriais comuns. Nada militar foi armazenado lá”, disse o governador da região ucraniana onde fica Lviv, Maxim Kozitsky, no aplicativo de mensagens Telegram.

Kozitsky acrescentou que as forças russas lançaram 18 drones no ataque, 15 dos quais foram abatidos – incluindo sete que estavam diretamente sobre a região de Lviv, que geralmente vê menos investidas por conta da distância com a fronteira russa.

Continua após a publicidade

A Força Aérea da Ucrânia disse que Moscou lançou um total de 30 drones, além de um míssil balístico Iskander, em ataques à Ucrânia durante a noite. Segundo as autoridades, 27 dos veículos aéreos não tripulados foram abatidos.

A Rússia não fez comentários após os ataques aéreos, frequentes desde a invasão em grande escala da Ucrânia em fevereiro de 2022.

Desde o início do conflito, infraestruturas críticas para a defesa, o sistema energético e a áreas agricultáveis da Ucrânia se configuraram como os principais alvos do Kremlin, mas muitos civis também foram mortos. Pelo menos sete pessoas morreram em julho, quando um míssil russo atingiu um edifício residencial em Lviv, distante das linhas de frente da guerra.

Continua após a publicidade

Moscou, contudo, nega atingir deliberadamente os civis ucranianos ou infraestruturas civis.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.