Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

A caminho da liberdade

Milhares de homens com idade para o Exército, maiores de 18 anos, deixaram o país depois que Vladimir Putin anunciou a mobilização de 300 000 reservistas

Por Amanda Péchy Atualizado em 30 set 2022, 10h48 - Publicado em 30 set 2022, 06h00

Encaixar a vida inteira em um par de malas, arrastá-las por estradas, atravessar fronteiras, fugir — são cenas comuns desde que a Rússia invadiu a Ucrânia, em fevereiro, forçando mais de 7 milhões de ucranianos ao exílio. Agora, contudo, quem corre para a diáspora são os russos. Milhares de homens com idade para o Exército, maiores de 18 anos, deixaram a Rússia depois que um resoluto Vladimir Putin anunciou, na semana passada, a mobilização de 300 000 reservistas para reforçar as linhas de frente. Estima-se que cerca de 260 000 cidadãos puseram o pé na estrada. A cada dia, 10 000 atravessam a fronteira com a Geórgia. Filas imensas de carros serpenteiam a caminho da Finlândia. Por quanto tempo Putin permitirá que as rotas de fuga permaneçam abertas, no entanto, é uma incógnita preocupante. O Kremlin despachou, na terça-feira 27, veículos blindados para as fronteiras. Enquanto isso, o autocrata procura escalar a ofensiva em outras frentes, depois de clamar vitória nos referendos em quatro regiões ucranianas ocupadas por forças russas — Donetsk, Luhansk, Kherson e Zaporizhzhia. As votações, consideradas ilegais pela comunidade internacional, indicavam suspeitíssimos índices de 95% de apoio à anexação do equivalente a 15% do território da Ucrânia. O ex-presidente Dmitri Medvedev resumiu a ideia, antes mesmo do anúncio oficial dos resultados: “Bem-vindos à Rússia”. Putin admite perder muitos homens e até alguma popularidade, mas a guerra, ao que tudo indica, ele quer continuar. Pior para o mundo.

Publicado em VEJA de 5 de outubro de 2022, edição nº 2809

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.