Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Valdívia reconhece incômodo com reserva e prevê ‘guerras’ com Coxa

Desde que amargou o problema do sequestro relâmpago no mês passado na cidade de São Paulo, Valdívia tem sido usado no Palmeiras prioritariamente no segundo tempo, até porque também sofreu neste período com um incômodo no joelho. No entanto, o Mago avisa que a sua ideia é brilhar com a camisa alviverde desde o início dos jogos, como ocorria anteriormente.

‘Não é fácil para um jogador ficar no banco, ninguém quer ficar fora, mas tem um comandante que decide, e ele acha que tenho que ficar fora neste momento’, comentou o Mago, depois da partida deste domingo contra o Figueirense, pelo Campeonato Brasileiro.

Felipão dá sinais, contudo, que Valdívia pode voltar a ser titular na quinta-feira, no jogo de ida da final da Copa do Brasil contra o Coritiba. Ele já observa o camisa 10 preparado para atuar cerca de 70% do jogo em boas condições.

O discurso de Valdívia também apresenta motivação maior em defender o Alviverde. ‘Estou voltando a treinar com alegria, quinta-feira tem mais, precisamos da vitória contra o Coritiba, senão ficará complicado’, avisou o chileno.

Nos confrontos diante do rival paranaense, Valdívia sabe que não poderá se poupar, independentemente dos problemas físicos sofridos em boa parte da segunda passagem pelo Palmeiras. O chileno carrega junto com o atual elenco a chance de entrar para a história do clube com uma conquista nacional que não ocorre desde o início da década passada.

‘A Copa do Brasil é ir com tudo, são outros quinhentos, serão duas guerras’, definiu Valdívia, que ainda valorizou o triunfo do Palmeiras diante do Figueirense, neste final de semana, pelo Campeonato Brasileiro. ‘Serve para acalmar’, encerrou.