Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Triste, Abel diz que América-MG não é ‘obra do acaso’ e mantém Flu na briga

Por Da Redação 12 nov 2011, 20h43

O Fluminense bem que tentou reagir nos últimos minutos depois de tomar dois gols do América-MG, mas acabou tirando o Coelho da lanterna e perdendo a chance de assumir a liderança provisória do Campeonato Brasileiro com uma derrota por 2 a 1 no Engenhão.

Para o técnico Abel Braga, não existe explicação para a derrota e nem nada que possa ser dito em relação ao placar e à atuação do Flu na partida, que beirou o caos pelo fato de os jogadores terem abandonado a formação tática no final do segundo tempo, quando o time era melhor e poderia virar o placar.

‘Não tenho como explicar. Se eu tivesse explicação eu daria, mas não existe, a gente estaria na liderança do Campeonato Brasileiro. Não conseguimos nos posicionar, ficamos nervosos, começamos a jogar a bola para o adversário, sem domínio, sem talento. Não tivemos jogadas individuais e nem coletivas. Nós melhoramos no segundo tempo com duas mexidas, mas não foi suficiente. O adversário marcou muito bem, criou e mereceu o resultado. Eu alertei aos meus jogadores que aquela vitória deles sobre o Corinthians não era obra do acaso’, disparou o comandante do Flu, contra os jogadores e o rendimento do time.

Por fim, o técnico do time carioca diferenciou probabilidade de possibilidade, afirmando ainda ser possível, mas não provável que o Flu conquiste seu bicampeonato brasileiro já que, matematicamente, o sonho não morreu.

Visivelmente chateado com a derrota diante do ex-lanterna, Abel bradou: ‘Não é momento de falar nada, porque não foi dentro daquilo que nós esperávamos. O que é bom ressaltar é que o pessoal correu, houve muita transpiração, mas pouca inspiração, lamentavelmente. Agora é dizer que não estamos dando adeus porque matematicamente a possibilidade existe, o que é diferente de probabilidade’

Com a derrota, o Tricolor segue na terceira posição da tabela do Brasileiro, com 56 pontos e o risco de ser ultrapassado por Botafogo e Flamengo, que entram em campo no domingo e podem afastar o Flu do sonho de conquistar seu bicampeonato brasileiro.

Vaiados na saída de campo, os jogadores do Fluminense só abaixaram a cabeça com o apito final e já passaram a se preocupar com o Grêmio, adversário da próxima quarta-feira, às 20h30 (de Brasília), novamente no Engenhão.

Continua após a publicidade
Publicidade