Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tite culpa cansaço por falhas na frente e vive ‘tarde que é noite’

Por Da Redação 20 ago 2011, 21h26

Em nenhum momento durante sua entrevista coletiva, Tite atribuiu a derrota por 2 a 0 para o Figueirense à falta de sorte. Em meio a elogios aos adversários, lamentou principalmente o desgaste do time, que jogou e venceu o Atlético-MG de virada em Minas Gerais na quarta-feira. Fator que influenciou nos erros de finalizações em dia atípico.

‘Tem dia que a bola passa do lado, rela no pau. Em duas bolas chutadas, o adversário fez os gols. Só o futebol permite isso. Tentamos, mas tem dia que tarde é noite’, filosofou o treinador, criticando o árbitro gaúcho Fabrício Neves Corrêa no lance do gol de Pittoni, que definiu o placar.

Enquanto o atacante Júlio César vencia Ralf no contra-ataque e chutava para o meia do Figueira fazer no rebote, Leandro Castán estava fora do jogo, tratando-se com os médicos. ‘No segundo gol tenho um jogador meu rogando para entrar em campo, eu pedindo, o bandeira sinalizando, e o árbitro vira a cara, olhando para o outro lado’, reclamou.

O detalhe mais importante para o resultado, entretanto, foram mesmo as finalizações. Mais uma vez, por influência do jogo de quarta-feira. ‘O time construiu, impôs volume, mas o último detalhe foi importante. É treinamento, que não tivemos nesta semana’, apontou o treinador, vendo o cansaço como mais fundamental ainda.

‘A equipe perdeu intensidade por jogar na quarta-feira e no sábado. Todos estiveram um pouquinho abaixo neste aspecto, sentiram a falta de descanso’, apontou, sem esquecer que o Figueirense jogou no mesmo dia e perdeu do Fluminense por 3 a 0 no Rio de Janeiro. ‘O adversário também teve esse tempo para se preparar, mas, com uma proposta mais atrasada, se desgasta menos’, justificou.

Junto a tantos fatores, o desespero na busca pela vitória atrapalhou. ‘Faltou um pouquinho mais de precisão no passe, na finalização. Apressamos demais. Às vezes, com a vontade excessiva você pode se perder’, ensinou Tite, conformado. ‘Temos que entender: no futebol tem dias assim.’

Continua após a publicidade
Publicidade