Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Santistas acompanham estreia e vibram com classificação para a final

Uma festa em branco e preto. Desta forma pode-se resumir o que aconteceu na cidade de Santos na manhã desta quarta-feira. Animados, os torcedores do Peixe acordaram cedo para acompanhar a vitória por 3 a 1 sobre o Kashiwa Reysol (Japão), que valeu uma vaga na decisão do Mundial de Clubes da Fifa, nesta quarta, em Toyota. Seja na praia, nos bares ou nos mais variados estabelecimentos comerciais de cidade, os torcedores transformaram os locais onde estavam em verdadeiras arquibancadas.

Com muitos gritos de incentivo e trajados com a camisa santista, os torcedores acompanharam com atenção ao jogo no Boteco na Praia, barraca de praia oficial alvinegra, que recebeu pouco mais de 200 aficionados na manhã desta quarta.

De crianças a adultos, todos chegaram a mostrar nervosismo antes do Santos marcar o seu primeiro gol, com Neymar. O gol do Kashiwa, anotado pelo lateral direito Sakai chegou a deixar alguns fanáticos pelo Peixe preocupados.

O químico Alcides Santos, por exemplo, não deixou de lado a fé na hora de torcer pelo seu time de coração. Com a sua camisa do Santos e um terço na mão, o torcedor rezou por vários momentos durante a partida.

‘O Santos jogou com muita raça, amor a camisa e técnica. O time mereceu a vitória. Se jogarmos assim na final, tenho certeza que o Barcelona não tem chances contra a gente’, comentou Medeiros.

Após o apito final, muitos torcedores comemoram nos bares e pela orla da praia à classificação santista. Com bandeiras do clube, faixas fazendo menção ao Japão e torcedores buzinado em seus carros, a festa deve invadir boa parte do dia e transformar o dia de trabalho de muitos habitantes da cidade.