Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

River ganha com gols de Trezeguet e volta para a primeira divisão na Argentina

O popular River Plate voltou à primeira divisão do futebol argentino, ao derrotar por 2-0, neste sábado, o Almirante Brown, e sagrar-se campeão da B Nacional, categoria para a qual foi rebaixado há um ano, pela primeira vez em sua história centenária.

Em um jogo tenso, disputado no Monumental diante de mais de 50 mil pessoas, o River voltou a sofrer, em uma partida dominada pela ansiedade e pelo nervosismo, mas conseguiu vencer o modesto Almirante Brown com gols do atacante franco-argentino David Trezeguet aos 4 e 44 minutos do segundo tempo.

O atacante, que jogou pela seleção francesa campeã do mundo em 1998, também perdeu um pênalti aos 39″ do segundo tempo cometido por César Monasterio.

Com os dois gols que marcou neste sábado, Trezeguet chegou aos 13 desde que se juntou, em janeiro, ao River, com o objetivo de devolver ao clube ‘milionário’ a categoria máxima.

Com este resultado, o River se consagrou como campeão da segunda divisão com 73 pontos e sobe para a primeira divisão, assim como o Quilmes (72), enquanto o Instituto de Córdoba (70) e o Rosario Central (69) jogarão a repescagem pelos 17° e o 18° lugares da tabela do campeonato do primeiro grupo.

Deste modo, o River, um dos clubes mais populares da Argentina, volta para a primeira divisão, categoria em que é o maior ganhador de títulos locais (33), depois de protagonizar, há doze meses, uma queda estrondosa, a primeira em seus 111 anos de história.

Ao longo desta temporada, o clube teve que lidar com a pressão e as próprias limitações em uma divisão de que jamais tinha participado, mas, a despeito dos erros cometidos, justificou o retorno à primeira, uma subida com muito alívio e que marca o fim de doze meses vividos pelos ‘milionários’ como um pesadelo.

Treinado por Matías Almeyda, e com David Trezeguet como estrela, o River esteve quase sempre entre as duas primeiras posições do campeonato, mas nunca conseguiu demonstrar de maneira contundente a diferença de categoria de seu time e os demais e, por isso, teve que lutar até o último minuto da competição.

Nessa disputa pela primeira divisão, o River provocou uma revolução ao visitar vários cenários do interior do país e enfrentar adversários que nunca tiveram a possibilidade de receber um clube de semelhante riqueza histórica.

Além do River, o Quilmes também subiu, com uma vitória por 2-0 contra o Puerto Madryn, com dois gols do uruguaio Martín Cauteruccio, aos 18 e 23 minutos.

Já o Instituto, que precisava da vitória para subir, se complicou em seu próprio reduto de Córdoba e sofreu uma derrota por 3-0 contra o Ferrocarril Oeste. O resultado o obriga a disputar duas partidas para chegar à primeira divisão.

Na mesma situação está o Rosario Central, que perdeu por 3-2 para o Sportivo Desamparados de San Juan.