Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rio-2016 fecha patrocínio com montadora japonesa

Por Da Redação 8 fev 2012, 11h06

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro-2016 anunciou nesta quarta-feira a Nissan, montadora japonesa, como a quinta patrocinadora oficial do evento. Os valores do acordo não foram divulgados, mas o contrato prevê um aporte financeiro e o fornecimento de aproximadamente 4.500 veículos para a frota oficial das Olimpíadas.

‘Estou muito feliz com essa conquista histórica. Essa parceria reflete o valor da marca Rio-2016 e a força e atratividade do mercado brasileiro. Por reconhecer esse cenário, a Nissan apresentou uma proposta com um mix consistente de produtos, serviços e aporte financeiro que demonstrou sua vontade de associação com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, provando ser o parceiro ideal’, disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Rio-2016 e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).

O acordo prevê que a Nissan ceda aos Jogos Olímpicos do Rio 4.500 veículos, que devem priorizar energia limpa (álcool ou eletricidade). A acessibilidade para pessoas com deficiência também teria sido considerada na oferta de produtos, já que os modelos cedidos pela empresa variarão entre sedans top, sedans médios e utilitários esportivos.

Com o anúncio do acordo com a montadora japonesa, as Olimpíadas cariocas já têm cinco patrocinadores oficiais: Bradesco, Bradesco Seguros, Claro, Embratel e Nissan. O evento também conta com o apoio da Ernst & Young Terco, fora os patrocinadores mundiais dos Jogos Olímpicos: Coca-Cola, Atos, Dow, GE, McDonald’s, Omega, Panasonic, Procter and Gamble, Samsung e Visa.

‘Nossas conexões com o Brasil são profundas. Em 2014, abriremos uma nova fábrica de nível internacional em Resende, no Rio de Janeiro. Como uma demonstração da energia e da visão do Brasil, os Jogos Olímpicos se encaixam naturalmente na estratégia da Nissan. Estamos ansiosos para contribuir para tornar os Jogos Rio-2016 um evento memorável para a cidade, o Estado e o País’, afirmouo presidente e executivo-chefe da montadora, Carlos Ghosn.

Continua após a publicidade
Publicidade