Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras sofre gol no fim e empata com a Portuguesa

Por Gabriel Melloni

São Paulo – Sem alguns de seus principais titulares, o Palmeiras não jogou bem e ficou no empate por 1 a 1 diante da Portuguesa, neste sábado, no Pacaembu, na estreia do Campeonato Brasileiro. A equipe até saiu na frente no primeiro tempo, com Luan, mas viu o adversário dominar a segunda etapa e chegar ao empate no final, com Rodriguinho, aos 41 minutos.

O técnico Luiz Felipe Scolari decidiu poupar alguns jogadores, como Maurício Ramos (que entrou no segundo tempo), Marcos Assunção e Valdivia (que não estiveram nem entre os reservas). Isso porque o Palmeiras está em meio à disputa das quartas de final da Copa do Brasil, diante do Atlético-PR.

O time paulista volta a enfrentar os paranaenses na próxima quarta-feira, na Arena Barueri, depois de um empate por 2 a 2 em Curitiba. Pelo Campeonato Brasileiro, o próximo compromisso palmeirense será diante do Grêmio, no dia 27, no Olímpico. Já a Portuguesa volta a campo no sábado que vem, contra o Vasco, no Canindé.

O JOGO – Palmeiras e Portuguesa começaram a partida travando um duelo forte no meio de campo. O time do Canindé jogava com cinco jogadores no meio de campo, enquanto Luiz Felipe Scolari escalou sua equipe com dois atacantes, mas Luan voltava muito para dar combate e receber a bola.

Assim, após chances de Patrik, pelo Palmeiras, e Ricardo Jesus, pela Portuguesa, que os goleiros defenderam com facilidade, o primeiro momento de impacto da partida ficou por conta de uma lesão. Aos 12 minutos, o próprio Ricardo Jesus se chocou com a zaga palmeirense na área e caiu de cabeça no chão. Ele chegou a ficar desacordado e precisou ser substituído por Rodriguinho.

Mesmo sem seu centroavante, a Portuguesa cresceu e chegou com perigo aos 18 minutos, quando o lateral Luis Ricardo fez boa jogada pela direita e bateu para a boa defesa de Bruno. Mas foi o último bom momento dos visitantes no primeiro tempo.

Aos 24 minutos, Barcos exigiu boa defesa de Weverton. O time da casa continuou pressionando, mesmo sem criar grandes oportunidades, até que o primeiro gol saiu. Aos 38 minutos, o ataque palmeirense trocou bons passes e a bola sobrou no pé de Luan. Ele bateu da meia-lua, no canto direito do goleiro, que nada pôde fazer.

Depois do gol, o Palmeiras diminuiu um pouco o ritmo e a Portuguesa tentou ir para cima, mas acabou esbarrando na própria deficiência técnica. O último momento dos visitantes no ataque aconteceu já nos acréscimos, após cruzamento de Boquita, da direita, que Henrique cortou.

No segundo tempo, a Portuguesa começou com mais posse de bola, mas sem ameaçar a meta adversária. O Palmeiras também não criava grandes oportunidades, mas era mais incisivo quando tinha a bola nos pés. Assim, a equipe chegou com perigo aos 14 minutos, com Mazinho, que deu trabalho para Weverton.

Em desvantagem, o time do Canindé decidiu se arriscar e passou a levar mais perigo, encurralando o adversário em seu campo de defesa. Aos 30 minutos, Luis Ricardo rolou para trás e Léo Silva chegou batendo, de fora da área. Parte da torcida chegou a comemorar, mas a bola tocou na rede pelo lado de fora.

Pouco depois foi a vez do lateral Raí chegar com perigo, ao bater cruzado da esquerda, exigindo boa defesa de Bruno. Em novo ataque dos visitantes, Michael tocou para Ananias, que chutou por cima. Em raro contra-ataque, o Palmeiras respondeu no lance seguinte, mas Luan demorou para chutar e perdeu boa chance.

Quando parecia que a Portuguesa estava cansada e não incomodaria mais o adversário, Rodriguinho selou o empate. Aos 41 minutos, o meia Léo Silva recebeu pela direita, livre e cruzou para o atacante, que subiu sozinho e cabeceou para o chão, cruzado, sem chance para Bruno. Nos acréscimos, Maikon Leite ainda acertou a trave, mas a partida terminou mesmo em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA:

PALMEIRAS 1 X 1 PORTUGUESA

PALMEIRAS – Bruno; Cicinho, Henrique, Leandro Amaro (Maurício Ramos) e Juninho; Márcio Araújo, Patrik, João Vitor e Daniel Carvalho (Mazinho); Luan e Barcos (Maikon Leite). Técnico – Luiz Felipe Scolari.

PORTUGUESA – Weverton; Luis Ricardo, Renato, Rogério e Raí; Wilson Matias (Bruninho), Léo Silva, Boquita (Michael), Ananias e Henrique; Ricardo Jesus (Rodriguinho). Técnico – Geninho.

GOLS – Luan, aos 38 minutos do primeiro tempo. Rodriguinho, aos 41 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Raphael Claus (SP).

CARTÕES AMARELOS – Ananias, Luis Ricardo, Rogério, João Vitor.

RENDA – R$ 271.801,00.

PÚBLICO – 8.939 pagantes.

LOCAL – Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).