Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palmeiras destoa de dirigente e tenta apaziguar mal-estar com Adidas

O Palmeiras tenta acabar com os recentes atritos com sua fornecedora de material esportivo, a Adidas. Depois de o diretor jurídico alviverde, Piraci Oliveira, revelar insatisfação com o atual contrato com a empresa, o clube emitiu comunicado nesta quinta-feira para negar qualquer problema no vínculo.

‘A relação com a fornecedora de material esportivo Adidas sempre foi cordial e o clube jamais teve a intenção de romper o contrato com a empresa, cuja validade é até dezembro de 2014. A Adidas é uma das pioneiras como fornecedora de material esportivo do Palmeiras e sempre foi exemplar e parceira em todos os interesses da nossa instituição’, informa um trecho da nota.

Durante esta semana, em seu perfil no Twitter, Piraci se mostrou incomodado ao receber a notícia de que a empresa teria oferecido R$ 35 milhões anuais ao Flamengo (o Verdão recebe cerca de R$ 20 milhões por temporada).

Apesar de nunca ter cogitado em seus comentários a rescisão do vínculo, o dirigente expressou que o contrato com o Palmeiras é ‘muito ruim, desequilibrado e deverá ser revisto em poucos dias’.

Agora, por meio da carta assinada pela presidência, o clube destoa das reclamações de seu diretor e informa que nunca teve problemas com a empresa.

‘A Sociedade Esportiva Palmeiras, que sempre cumpriu com os compromissos firmados, vê a Adidas como uma parceira de enorme credibilidade e juntos continuaremos nossa caminhada rumo ao centenário’, concluiu.