Clique e assine com até 92% de desconto

Insatisfeito com Adriano, Andrés espera um reforço ‘mais leve’ para 2012

Por Da Redação 6 dez 2011, 11h06

O gol decisivo que Adriano marcou contra o Atlético-MG, em um dos poucos jogos que disputou em 2011, não foi suficiente para satisfazer Andrés Sanchez. Em sua última entrevista coletiva como presidente do Corinthians, o futuro diretor de seleções da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) ironizou até a má forma física do centroavante.

‘Queremos reforços de peso, mas não tão pesados quanto o Adriano. Precisamos de um que seja um pouco mais leve’, debochou Sanchez, que já havia demonstrado a sua irritação quando Adriano demorava a se recuperar de cirurgia no tendão de Aquiles do pé esquerdo. ‘É óbvio que não gostei. Não vou ser hipócrita. Infelizmente, o Adriano não jogou’, lamentou novamente.

Apesar das críticas, o presidente corintiano também defendeu Adriano. ‘Sei que ele não teve culpa de ter sofrido aquela contusão séria. Demorou a se recuperar, mas isso acontece, infelizmente. Precisamos ter paciência. O Adriano vem trabalhando forte’, afirmou, com um sorriso no rosto.

Ao menos o elenco do Corinthians, Adriano parece que conquistou. Seus companheiros costumam exaltar a importância de contar com o centroavante renomado entre os campeões nacionais de 2011, embora ele não tenha ido à festa de premiação da CBF, na noite de segunda-feira.

‘Que eu saiba, ninguém se importou com isso. Temos 32 jogadores, e só foram ao evento uns 22 ou 23. Faltaram uns dez. O Leandro Castán também não foi, e ninguém me perguntou dele, do Renan. Eles e o Adriano devem ter feito uma festa particular. Cada um do seu tamanho’, minimizou Sanchez, com uma nova referência ao peso do seu camisa dez.

O Corinthians espera que Adriano seja mais importante para o time em 2012. O contrato do atleta vencerá em junho. ‘Quero que ele cumpra uma programação diferenciada em pelo menos 20 dias das férias, para chegar um pouco mais forte’, concluiu Andrés Sanchez.

Continua após a publicidade
Publicidade