Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ibson festeja nova fase e exalta Ganso no Santos

Por Da Redação 5 mar 2012, 11h33

Por Sanches Filho

Santos – O gol de Ibson no último domingo, que garantiu a vitória por 1 a 0 sobre o Corinthians na Vila Belmiro, foi o quarto dele em 11 jogos e mais um importante passo para ganhar a queda de braço com Elano para se firmar como titular do Santos. Após o jogo, o ex-flamenguista demonstrou humildade ao dizer que apenas está aproveitando as oportunidades que os companheiros criam para ele. E, claro, enalteceu Paulo Henrique Ganso.

“Fica fácil jogar ao lado de jogadores de qualidade tão grande. Ganso tem visão ampla e precisão no passe”, elogiou Ibson. “Fiz uma boa pré-temporada neste ano e agora as coisas estão correndo bem comigo, ao contrário do que aconteceu em 2011. Quando eu estava começando a me adaptar, sofri uma contusão e fiquei dois meses fora. E quando voltei, jogava com dores”, lembrou Ibson.

Ele tem mesmo de agradecer a Paulo Henrique Ganso que, aproveitando a tarde pouca inspirada de Neymar e Borges, fez a diferença no clássico. “Sou o armador do time e o que mais gosto é dar belos passes. Comentei nos vestiários com os companheiros que, se eu acertasse o último passe, nós ganharíamos o jogo e isso realmente ocorreu”, comemorou Paulo Henrique Ganso, ao sair de campo. Em duas oportunidades, ele enfiou a bola para Ibson marcar o gol. Na primeira, o meia invadiu a área e concluiu com sucesso. Na segunda, se atrapalhou.

Para Ganso, o clássico foi de alto nível e a forte marcação corintiana valorizou a vitória do Santos. “O resultado foi importante para que na quarta-feira o time consiga ganhar os primeiros pontos na Libertadores. Nosso time está evoluindo física e tecnicamente a cada jogo e agora vamos na busca da liderança no Paulista”, prometeu.

MUDANÇA DE POSIÇÃO – Para o técnico Muricy Ramalho, a total recuperação de Ganso no começo de temporada, depois de longos períodos de ausência por lesões e más atuações tanto pelo Santos como pela seleção brasileira, não surpreende. “A diferença é que neste ano Ganso está bem fisicamente e mais forte. Como ele é jogador de meio e precisa se movimentar muito, depende demais da parte física”, disse o treinador.

Muricy confirmou que pediu para Ganso voltar para ajudar Henrique e Arouca na marcação, mas avisa que não vai abrir mão de seu talento no ataque. “Como ele tem o bom passe, sabe que tem que chegar à frente. Longe de mim querer transformar Ganso num grande marcador”, afirmou o técnico.

Continua após a publicidade
Publicidade