Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Fluminense tenta dar o troco no Boca Juniors para chegar às semis

Por Da Redação - 23 maio 2012, 07h27

Dar o troco e garantir a classificação para as semifinais da Copa Libertadores. Esse é o pensamento do Fluminense, que recebe o Boca Juniors nesta quarta-feira, às 19h30 (de Brasília), no Engenhão, em confronto válido pela rodada de volta das quartas de final.

Na ida os brasileiros perderam por 1 a 0 e agora necessitam ganhar por dois ou mais gols de vantagem para se classificarem ou devolverem o 1 a 0 para forçarem a disputa de pênaltis. Qualquer outro marcador garante a classificação dos argentinos, pois os tentos anotados como visitante valem para critério de desempate.

Abel Braga, técnico do Fluminense, procurou elevar o moral de seus jogadores, que ficaram abalados com a derrota da semana passada. Na visão do treinador, o Tricolor tem plenas condições de garantir a classificação.

‘As pessoas ficaram surpresas com o que falei depois do jogo, mas eu repito, se o Boca Juniors jogar o que jogou na Argentina aqui no Rio de Janeiro vai perder, pois vamos jogar muito mais bola do que na partida de ida. Confio no potencial do meu grupo e sei que temos condições de garantir a classificação’, garantiu Abel Braga.

Publicidade

O meia Thiago Neves entende que o Tricolor deve tomar a iniciativa do confronto desde os primeiros momentos.

‘O Fluminense tem condições de garantir a classificação e disso ninguém dentro do nosso grupo duvida. Mas sabemos que não será um jogo fácil, pois o Boca Juniors tem um time copeiro. Vamos ter que trabalhar bem a posse de bola e procurar impor o nosso ritmo de jogo desde os primeiros momentos’, alertou o meio-campista.

Para este jogo o Fluminense não poderá contar com o lateral esquerdo Carlinhos, suspenso por ter sido expulso no confronto de ida. Carleto será o substituto. A lista de desfalques do Tricolor continua grande, pois ele segue sem poder escalar o volante Valencia e com o meia brasileiro naturalizado português Deco, ambos vetados pelo departamento médico por conta de um estiramento grau 1 no músculo posterior da coxa direita, com o atacante Fred, que fica de fora por conta de um estiramento grau 2 na coxa direita, e com o volante Diguinho, com dores na coxa direita. Se recuperando de um edema na coxa direita, o atacante Wellington Nem pode ser relacionado como opção no banco de reservas.

Pelo lado do Boca Juniors, o técnico Julio César Falcioni fez questão de deixar claro que não considera a classificação resolvida e fez muitos elogios ao Fluminense.

Publicidade

‘Nós sabemos que ganhar a partida de ida foi muito importante, mas nada está decidido em termos de classificação. Temos as nossas virtudes, mas vamos enfrentar uma equipe também com grande potencial e na sua casa. Precisamos de inteligência para obtermos o resultado que nos interessa ‘, analisou Falcioni.

O Boca Juniors terá apenas uma alteração em relação à formação que derrotou o Fluminense no jogo de ida da semana passada. O atacante uruguaio Santiago Silva, recuperado de uma lesão na coxa direita, reaparece na vaga de Pablo Mouche, que fica como opção no banco de reservas.

No fim de semana o Boca Juniors derrotou o Racing por 2 a 0 e segue na liderança do Torneio Clausura da Argentina com 29 pontos, um a mais que Tigre e Newell’s Old Boys, seus perseguidores mais diretos.

FICHA TÉCNICA

Publicidade

FLUMINENSE-BRA X BOCA JUNIORS-ARG

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)

Data: 23 de maio de 2012 (Quarta-feira)

Horário: 19h30 (de Brasília)

Publicidade

Árbitro: Enrique Osses (Chile)

Assistentes: Francisco Mondría (Chile) e Carlos Astroza (Chile)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Bruno, Gum, Anderson e Carleto; Edinho, Jean, Wagner e Thiago Neves; Rafael Sobis e Rafael Moura

Técnico: Abel Braga

Publicidade

BOCA JUNIORS: Orion; Roncaglia, Schiavi, Insaurralde e Clemente Rodríguez; Diego Rivero, Cristian Erbes, Erviti e Riquelme; Cvitanich e Santiago Silva

Técnico: Julio César Falcioni

Publicidade