Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Flamengo trabalha para contratar reforços e fechar o elenco

Por Da Redação - 19 jun 2012, 13h53

Ainda sem um prazo para isso, a diretoria do Flamengo está trabalhando para tentar fechar o mais rapidamente possível o elenco que vai lutar pelo título do Campeonato Brasileiro. Apesar de se dizer satisfeito com o elenco que tem em mãos, o técnico Joel Santana pediu reforços aos dirigentes para algumas posições que considera carentes. As prioridades são um zagueiro, um lateral esquerdo e um meia.

A zaga hoje conta com o chileno Marcos González como titular absoluto. Recentemente Marllon, revelado nas categorias de base, ganhou a vaga de Welinton, que pode estar com os dias contados na Gávea por ter sondagens de outras equipes e nunca ter caído no gosto dos flamenguistas. Thiago Medeiros, que se destacou pelo Madureira no Campeonato Carioca, ainda está sendo melhor trabalhado por Joel. O setor é considerado carente desde que Gustavo foi negociado com o Atlético-GO e David Braz cedido ao Santos na transação que levou Ibson para a Gávea.

Na lateral esquerda Magal vem sendo escalado, sem que Joel Santana tenha outra opção. Isso porque Rodrigo Alvim, considerado o reserva imediato, está fora dos planos da comissão técnica e já foi liberado para procurar um outro clube. Para o meio-campo a contratação viria para repor a perda de Ronaldinho Gaúcho, que se transferiu para o Galo. Hoje a criação de jogadas fica a cargo de Bottinelli, Ibson ou Renato Abreu. Os dois últimos são vistos por Joel como terceiros homens de meio-de-campo, enquanto que o argentino parece ser tratado como opção no banco de reservas.

‘Estamos trabalhando no sentido de observar quais as opções que existem no mercado para contratar o que é importante para o Flamengo. Sabemos que não é tarefa fácil’, declarou o diretor de futebol Zinho.

Publicidade

O nome pretendido pelo Flamengo para a lateral esquerda é o de Ramon, que está sendo pouco utilizado no Corinthians, integrando o time de reservas. O Timão só pretende liberar o jogador depois que terminar a sua participação na Copa Libertadores, o que pode acontecer nesta quarta-feira, quando o time do Parque São Jorge encara o Santos pelo confronto de volta da semifinal.

Já para o meio-campo ainda não existe consenso sobre o camisa 10. O italiano Del Piero foi oferecido, mas está fora da realidade financeira na Gávea. Assim, a ideia é estudar o mercado europeu durante a abertura da janela de transferências.

Em relação à zaga, após ver naufragada a tentativa de repatriar Juan e fracassar na luta para adquirir o uruguaio Victorino, do Cruzeiro, o clube volta as suas atenções para Adaílton, que tem os direitos federativos ligados ao Bologna, da Itália. O jogador estava emprestado ao Sion, da Suíça, e manifestou o desejo de retornar ao Brasil. Hoje é a alternativa mais viável e a negociação pode evoluir.

Além das posições consideradas carentes por Joel Santana, o Flamengo tenta definir ainda esta semana a contratação do volante paraguaio Victor Cáceres, que disputou a Copa Libertadores pelo Libertad.

Publicidade

Além de reforçar o elenco, o Flamengo busca a redução da folha salarial para poder abrir espaço para a chegada de novas contratações. Rodrigo Alvim e Welinton são realmente cartas fora do baralho, enquanto que Kléberson está em processo de negociação com o Bahia. O volante, porém, quer prorrogar o contrato com o Rubro-Negro por três anos para só depois se transferir, por empréstimo, ao Tricolor baiano. Porém, essa possibilidade vem sendo descartada pelos dirigentes flamenguistas, o que impede um desfecho.

Dentro de campo o elenco vai trabalhar em tempo integral nesta quarta-feira, quando Joel Santana começa a esboçar o time que vai medir forças com o Grêmio no próximo domingo, às 16 horas (de Brasília), no Estádio Olímpico, em Porto Alegre (RS), pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Com nove pontos conquistados, o time luta para entrar na zona de classificação para a Libertadores.

Publicidade