Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipe Massa garante que não voltará a ceder a vitória

"No dia em que eu achar que sou o piloto nº 2, paro de correr", diz o brasileiro

A polêmica vitória de Fernando Alonso no Grande Prêmio da Alemanha, no último domingo, continua dando o que falar. Nesta quinta-feira, o piloto espanhol e seu companheiro de Ferrari, Felipe Massa, comentaram a ordem da escuderia para que o brasileiro cedesse a ultrapassagem – e o primeiro lugar na prova – a Alonso. Massa disse que, se uma situação como essa voltar a ocorrer, não pretende pisar no freio novamente em prol de Alonso.

“No dia em que eu disser que sou o piloto número 2, não correrei mais. Vou lutar pela vitória. Se acontecer de novo algo parecido com a situação do GP da Alemanha, eu vou vencer”, disse Massa. O brasileiro continuou desabafando: “Eu não estou aqui só para correr, estou aqui para vencer. Este é realmente o meu objetivo. Enquanto eu tiver condições de vencer, preciso ir até o final, para lutar pela vitória.” Massa disse que após a corrida de domingo recebeu garantias da equipe de que pode lutar por vitórias ainda nesta temporada.

A Ferrari foi multada em 100.000 dólares depois que os comissários de pista da prova concluíram que a equipe italiana havia enviado mensagens de rádio instruindo Massa a deixar Alonso assumir a liderança na volta 49. Massa cumpriu a ordem e terminou em segundo enquanto Alonso venceu a corrida. O brasileiro, porém, garantiu que não houver qualquer desgaste entre ele e a Ferrari. “Com certeza, isso me fez ficar até mais forte”.

Beneficiado com a decisão da equipe, Alonso disse que “se as condições e a velocidade dos pilotos são iguais, a decisão não é correta.” E deixou claro que, caso fosse solicitado, atenderia as ordens da equipe: “Com certeza eu faria o mesmo, a equipe é mais importante.” Perguntado se Massa poderia perder seu prestígio no Brasil, Alonso disse: “Acho que não. Ele é um ótimo profissional. Demonstra sempre sua rapidez, como na corrida da Alemanha.”

Alonso ainda deixou escapar como funciona a hierarquia dos pilotos na Ferrari. “Se você tem má sorte ou problemas até a metade do campeonato, na segunda parte você terá que atender o que eles pedem. Embora seja difícil fazer tudo que a equipe manda, são eles que pagam seu salário todo mês”.

Os pilotos concederam a entrevista coletiva durante a preparação para o GP da Hungria, que ocorre no próximo domingo. No ano passado, Massa sofreu nesse circuito um grave acidente que o manteve fora das pistas até o fim da temporada 2009.