Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Felipão institui a lei do silêncio no Palmeiras até sexta-feira

O técnico Luiz Felipe Scolari tomou mais uma atitude polêmica para tentar acabar com a crise no Palmeiras. Na tarde desta terça-feira, na reapresentação do elenco na Academia de Futebol, o treinador decidiu instituir a lei do silêncio no Verdão, que se estenderá até sexta-feira.

Ou seja, durante esta semana, nenhum jogador do clube concederá entrevistas. A princípio, Felipão cancelou também a sua própria coletiva, que geralmente acontece às sextas-feiras.

A decisão de Felipão foi tomada depois de nova decepção da equipe no Campeonato Brasileiro. No domingo, mesmo com dois jogadores a mais, o Verdão ficou só no empate por 1 a 1 com o Atlético-GO, no Serra Dourada.

Depois da partida, o atacante Kleber reclamou da falha na defesa e também da forma de o Palmeiras buscar o gol, insistindo nas bolas alçadas. No desembarque da delegação na capital paulista, Deola pediu para que os problemas sejam resolvidos internamente.

Agora, Felipão tenta abafar novas polêmicas. No início do treino desta terça, o técnico conversou com os assessores de imprensa do clube. Em seguida, o chefe do departamento de comunicação, Helder Bertazzi, anunciou a decisão do técnico.

Oficialmente, a intenção do treinador é ‘resguardar’ os jogadores neste momento. No ano passado, Felipão também restringiu entrevistas no clube, quando proibiu os jogadores de falarem com repórteres na saída do gramado nos jogos.

Na semana passada, Felipão teve outra atitude para tentar acabar com a turbulência, aumentando o período de concentração para os atletas nas vésperas das partidas.

Diante da nova determinação, a próxima entrevista de um palmeirense está prevista para acontecer somente depois do jogo contra o América-MG, na noite de sábado, no estádio do Canindé.