Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Federer está fora da Rio-2016

Tenista suíço não se recuperou de uma lesão no joelho e abriu mão de disputar os Jogos no Brasil

A Olimpíada do Rio de Janeiro perdeu uma de suas principais atrações. O tenista suíço Roger Federer anunciou nesta terça-feira que não se recuperou plenamente de uma cirurgia no joelho, realizada em fevereiro, e não poderá participar dos Jogos no Brasil. Federer anunciou em sua conta no Facebook que perderá não só a Olimpíada, mas todo o restante da temporada.

“Caros fãs, estou extremamente desapontado em anunciar que não estarei apto a representar a Suíça na Olimpíada do Rio e, também, perderei o restante desta temporada. Considerando todas as opções após consultar meus médicos e minha equipe, eu tomei a difícil decisão de anunciar um fim na minha temporada de 2016 para uma mais extensa reabilitação após minha cirurgia de joelho no início deste ano. Os médicos alertaram que se eu quero continuar a jogar no circuito profissional de tênis livre de novas cirurgias pelos próximos anos, o que eu pretendo fazer, eu devo dar ao meu corpo e joelho o tempo propício para uma recuperação completa. É difícil perder o resto do ano. No entanto, a parte boa é que essa experiência me fez realizar o quanto sou sortudo de ter tido tão poucas lesões ao longo de minha carreira. O amor que tenho pelo tênis, pela competição, pelo torneio e, claro, por vocês, fãs, permanece intacto. Eu estou motivado como sempre e planejo colocar todas as energias para voltar forte, saudável e em forma para jogar um tênis agressivo em 2017. Obrigado pelo apoio de sempre”. escreveu o maior campeão de Grand Slams da história do tênis.

Federer, de 34 anos, disputaria as chaves de simples, duplas (ao lado de Stan wawrinka) e duplas mistas (com Martina Hingis) na Rio-2016. A medalha de ouro olímpica na chave de simples é o único grande título que Federer não possui na carreira – foi campeão nas duplas em Pequim-2008 e prata em Londres-2012, perdendo para o britânico Andy Murray.

Outras atrações do tênis masculino já desistiram da Olimpíada, mas citando o vírus zika como justificativa: o canadense Milos Raonic (sétimo do mundo) e Tomas Berdych (oitavo).