Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Cristóvão admite que Vasco ainda está abalado com vice

Por Da Redação 1 mar 2012, 10h41

Por AE

Rio – O Vasco demonstrou ter sentido o golpe da dura derrota na final da Taça Guanabara, domingo passado, para o Fluminense. Tanto é que, nesta quarta-feira, deu vexame em casa. Saiu vencendo o Bonsucesso por 2 a 0, mas cedeu o empate em 2 a 2. Cada vez mais criticado pela torcida, o técnico Cristóvão Borges admitiu o momento ruim e pediu reação.

“Estamos sentidos ainda com o resultado daquela decisão, claro, mas não justifica isso, não. A gente conseguiu a vantagem de dois gols, então não pode ser razão a gente ceder o empate. A gente se desequilibrou e o Bonsucesso soube se aproveitar no contra-ataque”, comentou o treinador.

Pela mesma linha foi o lateral-esquerdo Thiago Feltri, um dos poucos destaques do Vasco na partida. “Estava 2 a 0, era só segurar a bola. Demos contra-ataques e eles aproveitaram. Tropeçamos em casa e no sábado temos que retomar o caminho das vitórias”, disse ele, lembrando o confronto contra o Olaria, às 16h, em Moça Bonita.

Já Cristóvão cobra vitória não apenas neste jogo do estadual, no qual o Vasco deve usar uma equipe mista, mas também na partida de terça-feira que vem, contra o Alianza Lima (Peru), na estreia da Copa Libertadores, em São Januário.

“Aqui é Vasco e Vasco é compromisso com vitória. A gente tem que ganhar, independente da equipe que vai jogar. A gente tem que ganhar o jogo de sábado e o jogo de terça-feira também.”

Continua após a publicidade
Publicidade