Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Corinthians arranca empate com o Internacional no final

Por Gabriel Melloni

São Paulo – O Corinthians suou, sofreu, mas conseguiu arrancar um empate do Internacional, em Porto Alegre, pela 31.ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe paulista esteve atrás do marcador durante boa parte do segundo tempo, mas chegou ao empate por 1 a 1 aos 43 minutos da segunda etapa. E quem selou o resultado foi justamente um ex-jogador do clube gaúcho, o meia Alex, que passou pelo estádio Beira-Rio entre 2004 e 2009.

Mesmo com o resultado, o time do técnico Tite perdeu a liderança da competição. Com 55 pontos, viu o Vasco, que bateu o Bahia, chegar aos 57 e assumir a primeira colocação. Já o Internacional, que queria a vitória para seguir sonhando com o título, chegou aos 48 pontos e permaneceu na sétima posição, vendo a chance de conquista cada vez mais distante. Mas ainda segue na briga por uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores da América.

Na próxima rodada, a equipe do técnico Dorival Júnior vai a Goiânia, onde enfrenta o Atlético Goianiense, no próximo domingo, às 18 horas. Já o Corinthians, recebe o Avaí, às 16 horas, no Pacaembu, no mesmo dia.

O JOGO – O Corinthians ficava mais com a posse de bola no início da partida, mas não conseguia chegar com perigo ao gol adversário. Já o Internacional, com cinco jogadores no meio e apenas um atacante, esperava um vacilo da equipe paulista para se lançar ao ataque.

Aos 12 minutos, o time da casa teve a sua primeira chance e quase abriu o placar. D’Alessandro fez bela jogada e achou Andrezinho na área, pelo lado direito. Ele cruzou e Oscar, sozinho, na entrada da pequena área, tocou de esquerda, mas não pegou em cheio e a bola saiu longe do gol.

A partir deste momento, o Internacional passou a dominar as ações da partida e, aos 25 minutos, voltou a criar perigo. Oscar chegou à linha de fundo pela direita e cruzou para trás para Andrezinho, que bateu de primeira, mas a bola subiu demais. Dois minutos depois, a melhor chance do primeiro tempo. Jô recebeu grande passe de D’Alessandro, a zaga do Corinthians parou pedindo impedimento inexistente e ele saiu cara a cara com Julio Cesar, que levou a melhor. No rebote, a bola sobrou para Andrezinho, sem goleiro, mas Paulo André chegou antes e fez o corte.

Aos 29 minutos, novamente Jô perdeu boa oportunidade. Ele recebeu bom passe de Bolatti e a defesa corintiana de novo parou pedindo a irregularidade. O atacante se aproveitou e bateu forte, mas em cima de Júlio César, que fez outra boa defesa.

O time paulista parecia entregue ao adversário e teve sua primeira chance de gol apenas aos 33 minutos. Willian aproveitou rebote dentro da área, após cruzamento de Fábio Santos, e bateu cruzado. A bola foi na direção de Liedson, na linha da pequena área, mas o atacante acabou furando.

Quando o primeiro tempo encaminhava-se para o seu final, o Corinthians ficou com um homem a menos. Aos 40 minutos, Andrezinho ia puxar o contra-ataque para o Internacional, mas recebeu um carrinho forte de Alessandro. O árbitro paranaense Evandro Rogério Roman deu cartão vermelho direto para o lateral-direito corintiano.

Na volta para o segundo tempo, as substituições dos treinadores mostravam o que seria a partida. Com um a menos, Tite recompôs sua defesa, com Welder entrando no lugar do atacante Willian. Já Dorival Júnior, aproveitando-se da superioridade numérica, tirou o volante Bolatti para colocar o meia João Paulo.

Mesmo se mantendo no ataque no início da segunda etapa, o Internacional viu o Corinthians criar a primeira chance de gol. Aos 8 minutos, bela triangulação entre Alex, Liedson e Paulinho. O volante cruzou e achou Danilo dentro na área, mas o meia cabeceou em cima de Muriel. A partir daí, os visitantes recuaram ainda mais e viram o time gaúcho crescer na partida. Abusando das jogadas de bola aérea, no entanto, não levava perigo ao gol corintiano.

Até que aos 21 minutos, justamente com uma bola alçada na área, o Internacional conseguiu abrir o placar. Kleber aproveitou o rebote de um escanteio mal batido e recolocou a bola para a área. Nei se aproveitou da desatenção da zaga para tocar no canto direito de Júlio César e fazer 1 a 0.

Atrás no placar, o Corinthians foi para cima, mesmo com um a menos. Aos 26 minutos, Welder cruzou, a bola desviou e Paulinho quase conseguiu chegar, mas Muriel foi mais esperto e tirou antes que o volante corintiano chegasse.

A insistência visitante não dava resultado e a partida se encaminhava para o final com vitória do time gaúcho. Até que aos 43 minutos do segundo tempo, D’Alessandro fez falta na intermediária e foi expulso. Na cobrança, o meia Alex acertou um chute forte, no canto esquerdo de Muriel, que não chegou a tempo, deixando o placar em 1 a 1. Apesar da perda da liderança, a torcida paulista que compareceu no Beira-Rio deixou o estádio comemorando, enquanto a do Internacional lamentava os dois pontos perdidos.

Ficha técnica

Internacional 1 x 1 Corinthians

Internacional – Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Juan e Kleber; Bolatti (João Paulo), Guiñazu, Andrezinho (Tinga), Oscar (Ilsinho) e D’Alessandro; Jô. Técnico: Dorival Júnior.

Corinthians – Júlio César; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Alex e Danilo (Edenilson); Willian (Welder) e Liedson (Jorge Henrique). Técnico: Tite.

Gols – Nei, aos 21, e Alex, aos 43 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Rodrigo Moledo, Nei e Andrezinho (Internacional); Paulinho (Corinthians).

Cartões vermelhos – D’Alessandro (Internacional); Alessandro (Corinthians).

Árbitro – Evandro Rogério Roman (Fifa/PR).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS).