Clique e assine a partir de 9,90/mês

Botafogo e Flamengo ficam no 0 a 0 e se complicam

Por Da Redação - 5 fev 2012, 21h02

Por Tiago Rogero

Rio – O empate entre Botafogo e Flamengo por 0 a 0, neste domingo, no Engenhão, foi ruim para as duas equipes. Ambas chegaram ao terceiro empate seguido pelo Campeonato Carioca. O Botafogo foi melhor, mas não conseguiu marcar. O Flamengo, mesmo com todos os titulares, jogou mal. Foi a primeira partida após a polêmica demissão do técnico Vanderlei Luxemburgo, na última quinta-feira. Agora, o Grupo A da Taça Guanabara é liderado pelo Nova Iguaçu, com o Resende em segundo lugar. Botafoguenses e flamenguistas vêm logo atrás.

O Botafogo dominou o primeiro tempo, com duas bolas no travessão do gol defendido por Felipe. Na segunda etapa, as duas equipes faziam um duelo equilibrado até a expulsão de Willians, aos 31 minutos. Teve início, então, a pressão alvinegra, que esbarrou nas boas defesas do goleiro rubro-negro.

O técnico Joel Santana, recém-contratado pelo Flamengo, vai ser apresentado nesta segunda e, por isso, não ficou no banco de reservas. Em seu lugar, interinamente, estava Jaime de Almeida. Antes do jogo, um grupo de torcedores rubro-negros estendeu faixa pedindo a volta de Adriano, atacante do Corinthians: “Imperador, volta logo. Aqui é o seu lugar”.

No intervalo, Ronaldinho Gaúcho quebrou o silêncio sobre a demissão de Luxemburgo. “Nunca tive problema com ele (Luxemburgo). Procuro fazer minha parte. Vamos receber o Joel de braços abertos e tentar ajudar ele”, disse o meia.

O JOGO – O meia Andrezinho, do Botafogo, inspirado contra o clube que o revelou, comandou as principais jogadas de ataque no primeiro tempo. Logo no primeiro minuto, recebeu na entrada da área e chutou colocado, por cobertura. A bola bateu no travessão e voltou, Loco Abreu tentou emendar para o gol, mas o chute desviou na zaga.

A primeira chance do Flamengo foi só aos 21 minutos. Junior Cesar cruzou para Botinelli, que cabeceou forte, no ângulo, mas Jefferson fez boa defesa. Aos 27, Antônio Carlos foi derrubado por Willians dentro da área do Flamengo. O árbitro não marcou pênalti e deu cartão amarelo para o zagueiro do Botafogo. E a última boa chance da primeira etapa foi aos 34. Andrezinho, em cobrança de falta, acertou mais uma vez o travessão. Felipe, sem alternativa, ficou só olhando.

O Flamengo voltou melhor depois do intervalo e equilibrou o jogo. Aos 5 minutos, Renato Abreu chutou forte, de primeira, e acertou o travessão de Jefferson. No contra-ataque, Andrezinho cruzou para Elkeson, que raspou a cabeça na bola. Felipe defendeu e, no rebote, Loco Abreu perdeu gol incrível

Aos 17 minutos, Ronaldinho Gaúcho, Deivid e Botinelli trabalharam bem a bola, que sobrou para o argentino, dentro da área. Ele bateu no canto, mas Jefferson fez boa defesa. Willians foi expulso aos 31, após levar cartão amarelo por falta e bater palmas para o árbitro. Apesar da pressão nos minutos finais, o Botafogo não conseguiu marcar. A última chance foi aos 46, com bela defesa de Felipe após cabeceio de Loco Abreu.

Continua após a publicidade

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 0 x 0 FLAMENGO

BOTAFOGO – Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos (Lucas Zen), Renato, Andrezinho, Maicosuel e Elkeson (Herrera); Loco Abreu. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

FLAMENGO – Felipe; Léo Moura, Welinton, David Braz e Junior Cesar; Willians, Luiz Antonio (Muralha), Bottinelli (Maldonado) e Renato; Ronaldinho Gaúcho e Deivid (Negueba). Técnico: Jaime de Almeida (interino).

CARTÕES AMARELOS – Antônio Carlos, Marcelo Mattos, Márcio Azevedo e Maicosuel (Botafogo); Luiz Antônio, David Braz e Negueba (Flamengo).

CARTÃO VERMELHO – Willians (Flamengo).

ÁRBITRO – Pathrice Maia.

RENDA – R$ 264.555,00.

PÚBLICO – 8.863 pagantes.

LOCAL – Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ).

Continua após a publicidade
Publicidade