Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Argelino vence 1500m com tempo melhor que o do campeão olímpico

Quatro primeiros colocados da prova para deficientes visuais conseguiram marca superior a do campeão olímpico Matthew Centrowitz

Por da redação Atualizado em 12 set 2016, 10h00 - Publicado em 12 set 2016, 09h34

O argelino Abdellatif Baka comprovou neste domingo que a Paralimpíada não é um evento social, mas uma disputa esportiva de alto rendimento. O atleta africano venceu a prova dos 1500 metros da classe T3 (para atletas com baixa visão) com o tempo de 3m48s29, marca que lhe daria a medalha de ouro também na Olimpíada do Rio de Janeiro, realizada no mês passado.

Baka estabeleceu o novo recorde mundial paralímpico e baixou em quase dois segundos a marca do campeão olímpico da Rio-2016, o americano Matthew Centrowitz, que fez 3m50s. Na verdade, os quatro primeiros da prova para deficientes visuais tiveram tempos melhores que o do campeão olímpico.

Petrúcio dos Santos bate recorde e leva ouro nos 100 metros rasos

O etíope Tamiru Demisse levou a prata com 3m48s49, o queniano Henry Kirwa foi bronze com 3m49s59). O quarto colocado foi o argelino Fouad Baka, irmão do campeão Abdellatif, e completou a prova em 3m49s84.

Cabe, porém, uma ressalva importante na comparação. As provas de longa distância são disputadas com maior estratégia que as de velocidade e a tática usada pelos atletas pode sofrer variações de acordo com o clima. Na Olimpíada, todos os concorrentes se pouparam para o sprint final e, por isso, a prova terminou com um tempo bastante alto.

O recorde mundial entre os atletas sem deficiência pertence ao marroquino Hicham El Guerrouj: em 1998, o ex-atleta completou a prova em 3m26s00, mais de 20 segundo a menos que o campeão paraolímpico.

(da redação)

Continua após a publicidade

Publicidade