Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Após erro, Liedson conclui: ‘Não sei bater pênalti mesmo’

Liedson nunca escondeu que não se sente confortável ao cobrar pênaltis. Nessa quarta-feira, na goleada por 6 a 0 sobre o venezuelano Deportivo Táchira, ele deu o braço a torcer por causa dos pedidos da torcida e dos companheiros, mas errou a cobrança e só conseguiu balançar as redes no rebote. Prova de que Tite não deve contar com ele para essa função em jogos mais importantes.

‘Não é que eu não goste (de cobrar pênaltis), eu não sei mesmo. A verdade é essa. Tive algumas experiências em Portugal (no Sporting), fiz alguns, perdi outros e dali para a frente decidi não bater mais. Prefiro fazer gols só com a bola rolando e seja o que Deus quiser’, explicou o camisa 9 corintiano, entre risos.

Apesar de fugir da marca da cal nos jogos, Liedson tem treinado o fundamento durante os treinos no CT Joaquim Grava. Depois da partida no Pacaembu, Tite disse que o considera uma opção para integrar a lista de cinco cobradores em uma eventual decisão por pênaltis, o que pode acontecer já no domingo, em caso de empate com a Ponte Preta pelas quartas de final do Campeonato Paulista. O Levezinho, porém, se esquiva.

‘Não sou nem de longe um dos batedores, tem outros na minha frente. Não é meu forte, não gosto. Posso bater uma vez ou outra se houver necessidade, mas posso garantir que não seria o primeiro escolhido’, acrescentou o jogador, que não se animou nem com o fato de ter conseguido aproveitar o rebote. ‘Quando é bem batido, a bola entra. Quando não entra, é porque foi ruim’.