Clique e assine a partir de 8,90/mês

Adrian Sutil: ‘Lewis Hamilton é um covarde’

Hamilton faltou ao julgamento em que Sutil foi condenado por agressão. Ele era sua testemunha de defesa

Por Da Redação - 1 fev 2012, 07h46

“Não quero ser amigo de alguém assim. Se você me perguntar, digo que ele não é homem. Ele até mudou o número de telefone para que eu não entrasse em contato.”

Após ser condenado a um ano e meio de prisão, a ser cumprida em regime de liberdade condicional, por agressão ao empresário Eric Lux, o piloto alemão Adrian Sutil, 29 anos, atacou o britânico Lewis Hamilton pela ausência no Tribunal de Munique, na Alemanha. O inglês estava com o alemão no dia da briga em uma boate em Xangai, na China, e iria testemunhar a favor de Sutil, ex-piloto da Force India, mas alegou compromissos para não comparecer ao julgamento.

A agressão aconteceu no dia 17 de abril de 2011, após o GP da China. Sutil e Lux discutiram e o piloto atacou Lux, chefe-executivo do Grupo de Investimentos Genii e da Lotus, com uma taça de champanhe, cortando o seu pescoço.

Campeão da temporada 2008, Lewis Hamilton deve trocar de equipe em 2013
Campeão da temporada 2008, Lewis Hamilton deve trocar de equipe em 2013 VEJA

O veredicto da audiência na Alemanha deixou Sutil insatisfeito e decepcionado com Hamilton. “Lewis é um covarde”, disse o alemão ao jornal Bild. “Não quero ser amigo de alguém assim. Se você me perguntar, digo que ele não é homem. Até mesmo seu pai me enviou mensagem de texto desejando boa sorte na audiência. De Lewis, nada. Ele até mudou o número de telefone para que eu não entrasse em contato.”

Sutil e Hamilton se conhecem desde quando pilotavam na categoria GP2. A única atitude do inglês com relação ao julgamento, realizado nesta segunda e terça-feira, foi enviar uma carta argumentando os motivos de sua ausência e explicando que não se lembrava detalhes da noite da agressão em Xangai.

Hamilton está em Woking, na Inglaterra, onde sua equipe apresentou o MP4-27, carro para a temporada 2012.

(Com, agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade