Clique e assine a partir de 9,90/mês

Willie Wright, cantor de ‘Telling The Truth’, morre aos 80 anos

Artista relançou em 2011 seu disco de maior sucesso depois de mais de 30 anos da estreia original; a causa da morte ainda não foi divulgada

Por Tamara Nassif - 30 Jun 2020, 18h06

Willie Wright, cantor soul americano, morreu nesta segunda-feira, 29, aos 80 anos. A informação foi confirmada pela gravadora do músico, Numero Group, no Instagram. A causa da morte não foi revelada.

Conhecido pelo álbum Telling The Truth, Wright iniciou sua carreira nos anos 1960 como cantor de doo-wop, gênero de música vocal baseado no R&B. Junto de outros dois amigos, fundou a banda The Persuaders e a Willie Wright Trio, além de ter integrado The Three Degrees, grupo musical feminino, como flautista. O artista deu início à carreira solo como cantor e compositor no Greenwich Village, em Nova York, e fundou seu próprio selo musical, Hotel Records, após rejeitar propostas de grandes gravadoras.

Em meados dos anos 1970, lançou dois discos independentes: Lack of Education, com faixas autorais e covers de artistas como George Harrison, e Telling the Truth, o primeiro álbum de inéditas. Embora não tenha feito sucesso quando foi lançado, o trabalho foi descrito como “um setlist extremamente pessoal que investiga as atitudes dele sobre a vida, seus relacionamentos e os filhos que ele teve e deixou para trás”.

Telling the Truth foi resgatado e relançado pela gravadora Numero em 2011, o que o levou a registrar mais uma gravação: This Is Not A Dream, álbum lançado em 2012 que mistura, nas palavras do próprio cantor “um pouco de country, um pouco de soul, um pouco de folk e muito, mas muito mesmo, de rock and roll”.

Continua após a publicidade

Em homenagem a Wright, a gravadora Numero também divulgou uma carta que o artista escreveu para a filha que diz: “Lisa, aqui vai uma lista de coisas para você se lembrar. Você provavelmente já sabe de todas elas, mas esta lista é um lembrete para você não esquecê-las.

“Tire um tempo para trabalhar, é o preço do sucesso. Tire um tempo para brincar, é o segredo para a juventude perpétua. Tire um tempo para pensar, é a fonte do poder – e tire um tempo para conversar também. Tire um tempo para ler um livro, é a base do conhecimento e da sabedoria. Tire um tempo para rezar, é o maior poder da Terra. Tire um tempo para rir, é também o maior poder da Terra. Tire um tempo para ouvir, é o caminho para a compreensão. Tire um tempo para sonhar, é como atrelar sua carroça às estrelas. Tire um tempo para amar e ser amada. É um presente de Deus. Leia esta lista de vez em quando.”

Publicidade