Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rapper Nipsey Hussle é morto a tiros em Los Angeles

Músico tinha 33 anos e concorreu ao último Grammy com o álbum 'Victory Lap'

O rapper americano Nipsey Hussle foi morto a tiros no sul de Los Angeles na tarde de domingo 31. O músico, que tinha 33 anos, foi baleado na frente de sua loja de roupas, chamada Marathon Clothing Company. Duas outras pessoas ficaram feridas durante a ocorrência e, segundo jornais americanos, a polícia ainda não encontrou o atirador. Horas antes, o músico havia postado um tuíte em que dizia que “ter inimigos fortes é uma bênção”.

Nascido Ermias Asghedom, o rapper foi indicado ao prêmio de melhor álbum de rap no Grammy de 2019 com o disco Victory Lap. A cantora Cardi B foi a vencedora na categoria.

O assassinato do rapper chocou e comoveu personalidades da música e de outras áreas. “Los Angeles sofre profundamente a cada vez que uma jovem vida é perdida para a violência sem sentido das armas”, lamentou Eric Garcetti, prefeito da cidade, do Partido Democrata.

“Meu espírito está abalado por isso!”, escreveu a cantora Rihanna, enquanto o rapper Drake postou: “Você estava no seu melhor momento… Você era verdadeiro para o seu povo e para o resto de nós”. Já a diretora de cinema Ava DuVernay declarou que “ele importava” e disse que “se lembrará dele dessa forma. Brilhante, genuíno, inovador”.

O jogador de basquete LeBron James também lamentou: “Tinha acabado de falar com você no outro dia por mensagem de texto, irmão! Dizendo o quanto eu estava orgulhoso de você e como eu ia te levar a mais jogos dos Lakers na próxima temporada”. E completou: “Descanse no paraíso jovem rei!”.

Filho de mãe americana e pai eritreu, Nipsey Hussle era conhecido por suas letras contendo críticas sociais, denunciando a violência que conheceu de perto quando pertenceu a uma gangue na juventude. Victory Lap era seu primeiro álbum de estúdio, após ganhar fama por mais de dez anos lançando mixtapes.