Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quadrinhos de ‘The Walking Dead’ chegam ao fim sem aviso

Robert Kirkman, criador da HQ, afirmou que a série 'sempre foi baseada na surpresa'

A série de quadrinhos The Walking Dead, que inspirou a adaptação televisiva homônima, surpreendeu os fãs ao chegar ao fim nesta quarta-feira, 3, em sua 193ª edição, sem nenhum aviso prévio por parte do criador Robert Kirkman.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a ideia era justamente preservar o segredo sobre o fim da série – Kirkman chegou, inclusive, a encomendar capas para edições subsequentes ao ilustrador Charlie Adlard, para não levantar suspeita sobre seus planos.

“Eu odeio saber o que está por vir”, escreveu o criador nas últimas páginas da edição final. “Como fã, eu odeio perceber que estou no terceiro ato de um filme e que a história está perdendo o gás.”

The Walking Dead sempre foi baseada na surpresa. Não saber o que vai acontecer quando você vira a página, quem vai morrer, como eles vão morrer… É essencial para o sucesso da série”, explica em seguida. “Só pareceu errado e contra a natureza dessa série não fazer o final tão surpreendente quanto as grandes mortes.”

Apesar do final surpresa nos quadrinhos, a série televisiva continua a todo vapor, com sua décima temporada programada para estrear em outubro deste ano. Além disso, o spin-off Fear the Walking Dead está em sua quinta temporada e uma terceira série derivada, ainda sem título, foi anunciada pela AMC. A produção vai retratar uma nova geração de sobreviventes do apocalipse.