Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre Russo, contrarregra icônico da Globo

Profissional se tornou conhecido por programas como o Cassino do Chacrinha

Antônio Pedro de Souza, o Russo, figura icônica da TV brasileira, morreu na manhã deste sábado, aos 85 anos.

Ele deu entrada no hospital na semana passada, com uma forte pneumonia, seguida de embolia pulmonar. Segundo seus familiares, será enterrado às 11h de domingo, em Xerém, distrito de Duque de Caxias.

Nascido em Santa Catarina e criado no Rio, Russo era contrarregra em programas da TV Globo, onde sempre foi chamado ao palco por apresentadores. Participou de atrações como o Cassino do Chacrinha, Os Trapalhões, Caldeirão do Huck, Vídeo Show, Big Brother Brasil e The Voice Brasil.

Dois anos atrás, ele foi demitido da Globo e guardava mágoas da emissora. Em entrevista à concorrente TV Record, declarou: “Me mandaram embora sem pai e sem mãe. Foi uma covardia que fizeram comigo. Eu não queria parar de trabalhar.”

Russo Antônio Pedro de Sousa

Com Luma de Oliveira, na escola de samba Caprichosos de Pilares. (REGINALDO TEIXEIRA/Contigo/Dedoc)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Artur Britto

    Russo morreu e daí, tava véio, chegou a hora dele. Pau no ku, todos nós vamos morrer um dia.

    Curtir

  2. Thais Fernandes

    Senhora Renata: evidentemente já deu para perceber sua falta de classe. Agora, diga-nos: seu avô era bonito? Sua avó não tinha varizes rugas? Olhe-se no espelho antes de ser desrespeitosa em relação a uma pessoa que a senhora sequer conheceu.

    Curtir

  3. neusa de oliveira

    Renata Peixoto se vc falasse isso pra mulher do Lula tudo bem, ela roubou o país, mas Russo foi um homem, que não é do seu tempo, nos divertiu muito, não fez mal à ninguém; sua covarde de alma feia e boca suja. Meus sentimentos a família que deve ter em mente: RUSSO foi um homem que viveu muito, um trabalhador e deixou sua historia (coisa que renata peixoto não tem para contar aos seus ratos).

    Curtir

  4. Sei lá, parece uma pessoa que amou seu trabalho, mas também o idealizou muito e confundiu-o com sua vida privada ou identidade. Parecia que queria sempre mais atenção e se sujeitava demais para alcançar isso, pelo menos era minha impressão. Parece que foi alguém sem muito autoestima, e para que passou a ser visto como alguém por causa do trabalho lá. Eu lamento que tenha sido demitido, mas a GLOBO pode ter tido suas razões para isso e deve ter conversado com ele antes, porque com essa idade (que não é muito longe da aposentadoria que querem nos presentear) é complicado manter um funcionário. Lamento pela morte. Que ele encontre e paz e o descanso merecido. Mas poderiam pelo menos terem dado uma nota. Até as crianças que assistiram o Xou da Xuxa se lembram dele.

    Curtir

  5. Adilson Nagamine

    É o retrato do aposentado. Queria trabalhar pois a aposentadoria. .. Adilson Nagamine Vai publicar?

    Curtir