Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Morre, aos 61 anos, Isolda Bourdot, compositora de Roberto Carlos

Cantora paulista escreveu canções como 'Outra Vez' e 'Elas por Elas' para o Rei, ao longo da carreira

A compositora Isolda Bourdot morreu na madrugada de segunda-feira, em São Paulo, depois de sofrer um infarto. O corpo da também cantora, que se consagrou por escrever músicas para Roberto Carlos – como Outra VezElas por Elas –, será velado na manhã desta terça-feira em um cemitério na zona leste da cidade, de acordo com a sua página oficial no Facebook.

Natural de São Paulo, Isolda começou a carreira musical junto com o irmão, o cantor Milton Carlos. A dupla chegou a fazer apresentações em festivais de música, mas ganharam maior reconhecimento na indústria depois de enviarem a composição Amigos, Amigos para Roberto Carlos. A canção integrou o álbum que levou o nome do cantor lançado em 1966, o sexto da carreira do Rei.

Além das composições para o próprio irmão, Isolda foi autora de músicas como O Pior é Que Eu Gosto (interpretada por Alcione), Quem é Você e Sou Eu (para Simone) e Um jeito Estúpido de te Amar (lançada por Maria Bethânia). Para Roberto Carlos, a compositora ainda foi responsável por Pelo Avesso, Como é Possível, Jogo de Damas e Tente Esquecer.

Em 2006, Isolda ainda lançou o primeiro álbum da carreira como cantora, Tudo Exatamente Assim. Entre as faixas do CD, fez uma versão de Outra Vez, da forma como tinha imaginado na composição. A canção, que se consagrou com Roberto Carlos já tinha sido usada em trilhas-sonoras de novelas como Dancin’ Days e Cobras e Lagartos, no seriado Carga Pesada e no filme República dos Assassinos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. José Alexandre Siqueira

    Ótima compositora

    Curtir