Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Comissão da Câmara de Vereadores discute Parque do Bixiga

Projeto de lei vai ao encontro dos planos do Oficina de criar um parque em volta do teatro, onde Silvio Santos quer erguer um empreendimento imobiliário

Foi discutido nesta quinta-feira, em audiência na Comissão de Política Urbana, Metropolitana e Meio Ambiente da Câmara dos Vereadores de São Paulo, o projeto de lei do vereador Gilberto Natalini (PV) que prevê a criação de um parque de 11.000 metros quadrados em torno do Teatro Oficina, em complemento ao conjunto histórico e arquitetônico que reúne a Vila Itororó, o TBC (Teatro Brasileiro de Comédia), a Praça Roosevelt e o futuro Parque Augusta, na região da Bela Vista ou Bexiga (ou ainda Bixiga).

A audiência desta quinta terminou sem que o projeto fosse votado pelos membros da comissão. Não há prazo para a votação. Se aprovado, ele deve seguir para uma terceira comissão da Câmara dos Vereadores, antes de ir a plenário. Em dezembro, o PL recebeu aval da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa.

O PL vai ao encontro dos planos do grupo comandado por José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, que quer levar a cabo o projeto idealizado pela arquiteta Lina Bo Bardi, autora da forma final (e atual) do Oficina, de fazer um parque aberto em torno do teatro.

Por outro lado, o PL vai de encontro aos planos comerciais do empresário e apresentador Silvio Santos, que é dono dos terrenos em torno do teatro, não quer cedê-los nem vendê-los e pretende erguer ali três torres de unidades residenciais.

 

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Sonny Burnett

    Me tirem uma dúvida: o teatro oficina tem esse nome, pq aquele casebre parece uma borracharia?

    Curtir

  2. Deixem o espaço para o pornosenilantropofágico Zé Celso fumar o seu baseado. Viva a diversidade.

    Curtir