Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Vale suspende projeto de potássio na Argentina

O projeto no Rio Colorado estava parado desde dezembro do ano passado e está calculado em 5,9 bilhões de dólares

Por Da Redação - 11 mar 2013, 15h45

O Conselho Administrativo da mineradora Vale decidiu suspender o projeto de potássio Rio Colorado, na Argentina, informou a companhia nesta segunda-feira. Segundo comunicado, “os fundamentos econômicos do projeto não estão alinhados com o compromisso da companhia em termos de alocação do capital e a criação de valor”, em um cenário macroeconômico ainda adverso para o setor.

O projeto estava parado por tempo indeterminado desde dezembro, e a empresa deu férias para seus funcionários que estão na Argentina. O fato gerou repercussão e a província argentina de Mendoza chegou a exigir que a mineradora Vale reiniciasse os trabalhos no bilionário projeto de potássio na região.

Ainda segundo o comunicado, a “Vale continuará honrando os compromissos relativos às suas concessões e seguirá buscando soluções que melhorem os fundamentos econômicos do projeto, para então avaliar a sua retomada”.

Inicialmente orçado em 4 bilhões de dólares, a Vale informa que o custo atual do projeto é de 5,9 bilhões de dólares.

Publicidade

Na linha de redução de custos e de áreas menos rentáveis, na virada do ano a mineradora anunciou uma reestruturação em que o responsável até então pelo setor de aço, Aristides Corbellini, deixou o cargo. A mudança faz parte de um processo de enxugamento da área de produção de aço da mineradora. Nesse redesenho, a vaga de diretor global de siderurgia deve desaparecer.

Leia mais:

Produção de minério de ferro da Vale recua em 2012

Vale registra maior prejuízo trimestral da história

Publicidade