Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Usina térmica de Uruguaiana volta a funcionar

Grupo AES conseguiu religar a termelétrica no último final de semana após receber suprimento de gás; corte de abastecimento da Argentina parou a usina em 2008

A térmica a gás natural AES Uruguaiana, no Rio Grande do Sul, retomou a operação no último sábado. Segundo os dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a usina produziu 21 MW médios no sábado e 84 MW médios no domingo. Neste primeiro momento, a termelétrica poderá gerar 164 MW médios, mas existe a expectativa de que o empreendimento passe a produzir 494 MW médios em março.

A retomada da usina foi viabilizada com a importação de gás natural liquefeito (GNL) de Trinidad e Tobago pela Petrobras. Esse gás foi entregue na semana passada no terminal de regaseificação de Bahía Blanca, na Argentina, e veio para o Brasil por meio de um gasoduto que vai até a cidade gaúcha de Uruguaiana. A primeira carga de GNL tem volume de 34 milhões de metros cúbicos e foi trazida para o território brasileiro pela Sulgás. Uma segunda carga de GNL, também de 34 milhões de metros cúbicos, está prevista para ser entregue na Argentina neste mês.

A AES Uruguaiana foi autorizada pelo governo federal a gerar por dois meses, até março. A entrada da usina tem como objetivo reforçar o abastecimento de energia na Região Sul do País diante do baixo nível dos reservatórios das hidrelétricas neste momento. A retomada da térmica, que teve o suprimento de gás cortado em 2008 pela estatal argentina YPF, demandou investimentos de R$ 17 milhões da AES Brasil.

Leia também:

Térmica de Uruguaiana pode voltar a operar em fevereiro

Dilma enaltece energia alternativa em inauguração de parque eólico

Desconto prometido por Dilma na conta de luz não é real

(Com Estadão Conteúdo)