Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Montadora chinesa estuda investimento no Brasil e na Índia

Com diminuição da demanda doméstica por automóveis, Geely quer investir em emergentes

A fabricante de automóveis chinesa China Zhejiang Geely Holding Group Co. está avaliando países emergentes para impulsionar suas vendas, incluindo os mercados de rápido crescimento da Índia e do Brasil, à medida que a demanda doméstica por automóveis diminui.

Segundo a empresa, entre os mercados emergentes, Brasil é Índia são considerados aqueles com o maior potencial de crescimento em razão de suas situações econômicas. Embora as tarifas para exportação de carros no Brasil – o quinto maior mercado de automóveis do mundo em vendas – sejam elevadas, a fabricação de automóveis no país poderia ser uma opção, afirmou o porta-voz da empresa, Victor Yang. A Geely também está estudando aumentar seus investimentos na Rússia e no sudeste da Ásia.

Leia também:

Pacote do governo sufoca importadoras de carros

As vendas domésticas de carros de passageiros da Geely entre janeiro e junho caíram 9% em relação ao mesmo período do ano passado, devido parcialmente à competição de montadoras estrangeiras, como a General Motors e Volkswagen, disseram analistas.

No entanto, as exportações da Geely, embora ainda incipientes, têm sido um ponto brilhante. A montadora disse que alcançou sua meta anual de vendas nos primeiros 10 meses deste ano.

Leia também:

Donos de carro zero fogem das concessionárias

‘Tudo que fizemos no Brasil foi jogado no lixo’, diz presidente da Kia

É ilusão achar que os preços vão cair, diz ex-presidente da Ford

(com Estadão Conteúdo)