Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Caixa posta vídeo da Globo que ironiza Bolsonaro e apaga em seguida

Banco apura o fato e promete medidas cabíveis; vídeo reproduzido nas redes sociais da instituição satiriza a indicação de Eduardo a embaixada nos EUA

A Caixa Econômica Federal postou em sua conta oficial no Twitter uma esquete de humor do Fantástico, da TV Globo, que satiriza a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) à embaixada dos Estados Unidos. O post foi apagado logo em seguida. O banco informou que a responsabilidade é da prestadora de serviço de comunicação e está apurando o fato.

O post foi feito na noite de segunda-feira 15. Apesar de a Caixa ter apagado a publicação, alguns usuários registraram o ocorrido. O texto publicado pelo banco era: “A Caixa Mais Brasil esteve no Rio de Janeiro para conhecer projetos apoiados pelo banco como o empreendimento imobiliário Ilha Pura, a Orquestra Sinfônica de Mulheres do Rio de Janeiro e o novo abastecimento de água na Baixada Fluminense. Assista o vídeo!”, publicou a conta da Caixa.

O vídeo postado, no entanto, não era relacionado à iniciativa citada pelo banco. Tratava-se de uma reprodução de uma esquete feita pelo programa Fantástico, da TV Globo, que foi ao ar no domingo 14. O quadro se chama “Isso a Globo não mostra” e costuma fazer montagens com sátiras ao próprio canal e com figuras políticas. A edição desta semana continha uma paródia de uma esquete do programa Os Trapalhões, que explora o fato de o presidente Jair Bolsonaro ter indicado seu filho Eduardo Bolsonaro, o Zero Três, ao cargo de embaixador nos Estados Unidos. A paródia em questão repetia o refrão “Papai eu quero uma embaixada”.

Procurada por VEJA, a Caixa confirmou que “foi postado em sua rede social no Twitter um vídeo estranho ao programa CAIXA Mais Brasil, que era o tema destacado na postagem”. Segundo o banco, “o erro foi provocado na prestadora de serviço de comunicação”.

Além disso, a Caixa comunicou que “está apurando o fato e tomará todas as medidas contratuais cabíveis”. De acordo com o banco, “a postagem foi imediatamente retirada do ar da rede social, diante de sua total inadequação ao canal”, completou, acrescentando que tomou medidas preventivas para que o episódio não se repita.