Clique e assine a partir de 8,90/mês

BC dos EUA decide manter taxa de juros da economia

Segundo Fed, intervalo da taxa entre 1,5% e 1,75% é ideal para continuar a expansão da economia americana

Por EFE - 29 jan 2020, 17h27

O Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), decidiu nesta quarta-feira, 29, manter as taxas de juros no país na faixa entre 1,5% e 1,75. Em comunicado, o Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês), que comanda a política monetária do Fed, afirmou que considera a atual taxa apropriada para manter o ritmo de expansão econômica dos EUA e que a inflação segue abaixo da meta anual de 2%.

“O comitê considera que a atual posição da política monetária é apropriada para apoiar a expansão sustentável da atividade econômica, as fortes condições no mercado trabalhista e que a inflação volte ao objetivo simétrico de 2%”, destacou a nota. A decisão de manter os juros no atual patamar foi unânime. Ainda hoje, o presidente do Fed, Jerome Powell, concederá entrevista coletiva para comentar o comunicado divulgado e os resultados da reunião.

O Fed não deu sinais de como e quando começará a reduzir as dívidas adquiridas para apoiar a expansão econômica dos EUA depois da crise de 2009. A nova reunião ocorreu em meio às reiteradas críticas por parte do presidente dos EUA, Donald Trump, à política monetária do Fed., como fez na semana passada durante seu discurso no Fórum Econômico Mundial, em Davos. O líder republicano insiste que as taxas de juros deveriam ser negativas para dar à economia do país condições de competir com outras regiões, como a zona do euro, que são negativas.

O Produto Interno Bruto (PIB) dos EUA fechou o terceiro trimestre do ano passado com 2,1% de avanço. Já o índice de desemprego, de 3,5%, é o mais baixo em 50 anos.

A próxima reunião do Fed ocorrerá nos próximos dias 17 e 18 de março. Na próxima semana, o Comitê de Política Monetária (Copom) decide no Brasil o rumo da taxa básica de juros. Hoje, a Selic esta´em 4,5% ao ano, menor patamar da história

Continua após a publicidade
Publicidade