Clique e assine a partir de 9,90/mês

Baterias de iPhone ‘somem’ de autorizadas da Apple após polêmica

A Apple reduziu de 449 reais para 149 reais a troca da bateria dos modelos de iPhone 6 em diante

Por Da Redação - 4 jan 2018, 13h28

A decisão da Apple de reduzir o preço de troca de bateria do iPhone lotou as oficinas autorizadas da marca. Como consequência, as lojas estão sem bateria em estoque e o prazo de substituição do item chega a cinco dias úteis.

A Apple reduziu de 449 reais para 149 reais a troca da bateria dos modelos de iPhone 6 em diante. O preço promocional é válido até dezembro de 2018.

O barateamento do serviço foi adotado depois de a Apple ser alvo de processos judiciais nos Estados Unidos que responsabilizam a empresa por diminuir deliberadamente a velocidade dos aparelhos mais antigos. Essa redução de velocidade atinge os modelos iPhone 6, 6S, SE e 7.

A empresa admitiu que há uma programação no sistema operacional dos aparelhos, o iOS, que diminui a velocidade de funcionamento conforme os smartphones ficam mais velhos.

VEJA esteve hoje em uma assistência técnica oficial da Apple localizada na Vila Madalena, zona oeste de São Paulo. Apesar de ter agendado horário pelo site da Apple no dia anterior, a reportagem esperou quase meia-hora para ser atendida.

Depois de fazer um diagnóstico do aparelho, um iPhone 6, a funcionária da assistência técnica informou que não havia bateria em estoque e por isso a troca poderia levar até cinco dias úteis. Durante este período, o aparelho precisaria ficar na loja. Isso significa que o dono do iPhone pode ficar até cinco dias celular à espera da troca de bateria.

Continua após a publicidade

O gerente da loja, Caio Batista, disse por telefone que o serviço de troca de bateria aumentou muito desde que a Apple reduziu o preço do serviço e por isso o estoque acabou.  A autorizada conta com mais duas lojas, na Vila Leopoldina e Morumbi. Segundo ele, todas elas estão sem bateria de iPhone 6 em estoque.

“Sempre tive bateria em estoque, mas o movimento aumentou muito e acabou. Já fizemos o pedido de reposição do estoque e de mais baterias para a Apple”, disse Batista.

Segundo ele, a Apple não informou quanto tempo levará para repor o estoque de baterias das assistências técnicas oficiais.

Procurada pela reportagem, a Apple ainda não se manifestou sobre como atenderá o aumento de troca de baterias de iPhone.

Entre os problemas relatados pelos donos de iPhone estão o descarregamento rápido da bateria e o desligamento repentino do aparelho.

Em comunicado na semana passada, a Apple afirmou que houve mal-entendidos sobre a lentidão dos aparelhos antigos e pediu desculpas ao consumidor. “Nunca fizemos — e nunca faríamos — nada para encurtar intencionalmente a vida útil de qualquer produto Apple, nem para prejudicar a experiência e forçar o usuário a trocar de aparelho”, informa a companhia.

“A forma como o aparelho é usado também afeta o desempenho da bateria durante sua vida útil. Por exemplo, deixar ou carregar o aparelho em um ambiente quente pode acelerar o envelhecimento da bateria. Essas são características químicas, comuns em baterias de íon de lítio em toda a indústria”, diz a empresa.

Continua após a publicidade
Publicidade