Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
#VirouViral Por Duda Monteiro de Barros Como surgem e se espalham os assuntos mais comentados da internet

‘Criança não é mãe’: web se revolta com juíza que negou aborto a menina

Magistrada de Santa Catarina tentou induzir criança violentada a prosseguir com a gravidez

Por Duda Monteiro de Barros Atualizado em 21 jun 2022, 18h52 - Publicado em 21 jun 2022, 15h26

O caso da juíza Joana Ribeiro Zimmer está causando revolta nas redes. A catarinense negou o direito de uma criança de 11 anos realizar um aborto legal após ser estuprada. A menina teve o procedimento recusado por equipe médica quando estava na 22ª semana de gestação, sob alegação de que as diretrizes do hospital só permitiam o abortamento até a 20ª semana. Segundo o Código Penal, em caso de violência sexual, o aborto pode ser feito em qualquer momento da gravidez, sem necessidade de autorização da Justiça. 

Em audiência, Zimmer argumentou que a criança não poderia deixar o bebê “agonizando” até morrer e propôs que ela “aguentasse” a gestação por mais algumas semanas para que o feto tivesse mais chances de sobreviver fora da barriga. Em outro momento, ela pergunta sobre o nome do neném e se o pai (homem que estuprou a menor) concorda em destinar o futuro recém-nascido para adoção.

Nas redes sociais, a juíza está sendo rechaçada. Figuras públicas e anônimos compartilham a revolta com a fala da magistrada. A hashtag #CriançaNãoÉMãe já tem mais de 13 mil menções no Twitter. Veja:

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)