Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Tela Plana Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Kelly Miyashiro
Críticas e análises sobre o universo da televisão e das plataformas de streaming
Continua após publicidade

Maya Hawke, a filha de estrelas de Hollywood que tem (muita) luz própria

A jovem saiu da sombra dos pais famosos Ethan Hawke e Uma Thurman para brilhar como atriz e cantora

Por Gabriela Caputo
17 set 2022, 08h00

Quando se sentou no sofá do The Tonight Show para ser entrevistada pelo apresentador queridinho das celebridades Jimmy Fallon, a atriz, cantora e modelo Maya Hawke, de 24 anos, transparecia nervosismo. Mas não escondeu que estava em casa. “Eu segurei você no colo”, brincou Fallon. Maya disse então que a maioria das pessoas que vão ao programa conta sua história de vida — mas, no seu caso, não sabia o que poderia revelar que ele já não soubesse. Para quem a conhece só como a espevitada Robin de Stranger Things, Maya pode até passar por mera novata. Longe disso: trata-se da primogênita de dois astros do alto escalão de Hollywood, os atores Ethan Hawke e Uma Thurman.

Funko Pop Stranger Things 4 1244 Robin

Enquanto muitos filhos de celebridades buscam se afastar da imagem dos pais, Maya é honesta e não esconde os privilégios. Ainda que não negue que Hawke e Uma sempre tiveram suas ressalvas — não por duvidarem da veia artística da filha, mas pela pressão que vem de brinde no pacote. Ela, curiosamente, parece lidar bem com isso. Ao longo dos anos, absor­veu com naturalidade os paparazzi invadindo seu cotidiano. E teve tempo para amadurecer o desejo de ser artista: só começou a atuar profissionalmente no fim de 2017, em uma série baseada no clássico Mulherzinhas. Àquela altura, tinha estudado um ano na conceituada escola de artes Juilliard, em Nova York — que abandonou em nome do trabalho.

Mulherzinhas

Continua após a publicidade

A carreira da garota deslanchou de vez em 2019, quando passou a integrar o elenco de Stranger Things. Com a revelação de que Robin era lésbica, sua personagem se tornou um ícone para o público jovem — e Maya, festejada pelos fãs. Também em 2019 fez uma ponta no longa Era Uma Vez em… Hollywood, como uma integrante da família Manson. É como se um parente distante lhe desse uma mãozinha: Uma é atriz-fetiche de Quentin Tarantino (em mais de um sentido, dizem). Por isso, Maya cresceu perto do diretor genial nos sets.

Stranger Things: Raízes Do Mal

Sua próxima empreitada ao lado de um grande nome de Hollywood será como atriz de Asteroid City, do diretor Wes Anderson. Enquanto não volta aos cinemas, Maya brilha no streaming com a comédia Justiceiras, que estreia na Netflix nesta sexta-feira, 16 — e na qual ela faz uma jovem queer que contracena com outras figurinhas carimbadas de produções adolescentes atuais. Paralelamente, Maya também se dedica à carreira musical, com inspirações que vão de Leonard Cohen a Taylor Swift. Depois de debutar em 2020 com Blush, um disco minimalista indie-folk, lançará seu segundo trabalho de estúdio na sexta-feira 23. A receita mistura rostinho bonito, consciência política e pais célebres — mas é seu talento, afinal, que faz o sucesso.

Continua após a publicidade

Publicado em VEJA de 21 de setembro de 2022, edição nº 2807

CLIQUE NAS IMAGENS ABAIXO PARA COMPRAR

Funko Pop Stranger Things 4 1244 Robin
Funko Pop Stranger Things 4 1244 Robin
Mulherzinhas
Mulherzinhas
Stranger Things: Raízes Do Mal
Stranger Things: Raízes Do Mal

*A Editora Abril tem uma parceria com a Amazon, em que recebe uma porcentagem das vendas feitas por meio de seus sites. Isso não altera, de forma alguma, a avaliação realizada pela VEJA sobre os produtos ou serviços em questão, os quais os preços e estoque referem-se ao momento da publicação deste conteúdo.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.