Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

Site do Ministério da Saúde diz que é “SEGURO” injetar coca nas veias dos braços, antebraços e pernas…

A impostura vai longe. O mesmo Ministério da Saúde que decidiu investir contra a “Zeca-Feira” ENSINA — isto mesmo! — ENSINA quais são os pontos seguros do corpo para injetar drogas. Não estou brincando, não. A página está aqui. Sob o pretexto de se fazer “política de redução de danos”, abre-se mão de dizer que […]

Por Reinaldo Azevedo
Atualizado em 31 jul 2020, 22h23 - Publicado em 18 jun 2007, 19h12
A impostura vai longe. O mesmo Ministério da Saúde que decidiu investir contra a “Zeca-Feira” ENSINA — isto mesmo! — ENSINA quais são os pontos seguros do corpo para injetar drogas. Não estou brincando, não. A página está aqui. Sob o pretexto de se fazer “política de redução de danos”, abre-se mão de dizer que a droga faz mal, que a droga mata — a exemplo do que está escrito em um simples maço de cigarros. É estupendo: o fumante é tratado como um pária; o usuário de cocaína na veia se torna um bibelô do Ministério da Saúde.

Estão vendo a figura acima? Ela vem antecedida por um título — PONTOS PARA INJETAR —, acompanhada da seguinte legenda:

Pontos seguros
veias dos braços e dos antebraços
veias das pernas

Pontos a considerar
pés (veias pequenas, muito frágeis, injeção dolorosa)

Pontos perigosos
pescoço
rosto
abdômen
peito
coxas
sexo
pulsos

Entenderam? Segundo o Ministério da Saúde, o “Zeca-Feira” destrói as nossas crianças, mas injetar cocaína nas “veias dos braços e dos antebraços” e nas “veias das pernas” é “SEGURO”.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.