Assine VEJA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Reinaldo Azevedo

Por Blog
Blog do jornalista Reinaldo Azevedo: política, governo, PT, imprensa e cultura
Continua após publicidade

LOUCO POR TI

Fiquei um tanto apreensivo nesta quarta. Uma amiga enviou-me um SMS informando que o Apedeuta havia se manifestado sobre o Corinthians. Lula é um seca-pimenteira, um sugador da sorte alheia. Todas as vezes em que encostou no Corinthians, na Seleção ou em atletas olímpicos, sobreveio a catástrofe. Fiquei com um receio danado! Mas os movimentos iniciais […]

Por Reinaldo Azevedo Atualizado em 31 jul 2020, 08h27 - Publicado em 5 jul 2012, 07h02

corinthians-libertadores

Fiquei um tanto apreensivo nesta quarta. Uma amiga enviou-me um SMS informando que o Apedeuta havia se manifestado sobre o Corinthians. Lula é um seca-pimenteira, um sugador da sorte alheia. Todas as vezes em que encostou no Corinthians, na Seleção ou em atletas olímpicos, sobreveio a catástrofe. Fiquei com um receio danado! Mas os movimentos iniciais em campo, mesmo com um primeiro tempo fraco, me pareceram seguros. No segundo, o time fez tudo certo.

Aplaudo Émerson, é evidente! Tite também, por motivos óbvios. Mas o esteio desse time é Leandro Castan, lá da boa terra de Jaú, cidade que fica no que costumo chamar de “A Grande Dois Córregos”. É bem verdade que nós temos só 24 mil habitantes, e Jaú, 131 mil, mas sabem cumé… O “corgo” que passa pela minha aldeia é mais bonito… E são dois “corgos”… Adiante. A propósito: Dois Córregos é uma cidade majoritariamente palmeirense. Saí corintiano radical. Sempre fui do contra.

Castan foi vendido para o Roma por 5,5 milhões de euros. Dada a sua importância no time, é uma merreca. A chance de desarticular o que o Corinthians realmente tem de muito bom — a defesa! — é gigantesca. Como substituí-lo, com igual eficiência, por esse valor? Por que não sonhar com o Japão? O Chelsea está longe de ser um bicho de sete cabeças. Uma má notícia num dia glorioso para o Timão.

Confesso que fiquei surpreso com o clima na cidade. As ruas realmente ficaram vazias. Só vi coisa igual em dia de jogo de Copa do Mundo — e, se querem saber, em dia de final, quando o Brasil está na disputa do título. O Corinthians é uma paixão — contra ou a favor — mais intensa do que se noticia habitualmente na imprensa. Rojões, gritos e buzinaços vararam a noite. E eu aqui, firme no meu livro! O que a gente não faz por amor?!

Continua após a publicidade

Um dado chamou a minha atenção e a de muita gente: o Corinthians desperta na imprensa esportiva uma estranha, como posso chamar?, “compulsão para a isenção”. O que quero dizer com isso? Outros clubes brasileiros já chegaram à final da Libertadores e ao Mundial interclubes, a exemplo do Santos no ano passado. Posso estar sendo vítima de uma memória seletiva e interessada, mas acho que não: realmente não me lembro de a imprensa ter dado tanto destaque aos “secadores”, àqueles que torcem contra o time que está na disputa. Os anticorintianos das mais variadas torcidas mereceram uma dedicada atenção.

Huuummm… Pensando bem, isso não deixa de ser uma forma de agrado, deferência e lisonja. Da forma como as coisas foram apresentadas, fica parecendo que a primeira clivagem é mesmo esta: ou se é corintiano ou se é anticorintiano; depois os “anti” se dividem. Tudo bem! O conjunto engrandeceu a festa e a importância do título.

Louco — e rouco — por ti, Corinthians!

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.